quinta, 13 de dezembro de 2018


Que tal intensificar seu networking?

Por Dalmir Sant’Anna
Se por algum motivo, você recebesse hoje, a notícia de seu desligamento da empresa onde trabalha, o que faria? Recebi a ligação de um amigo, que por mudanças organizacionais, foi demitido da empresa onde trabalhou durante 5 anos. Fiquei feliz, pois o objetivo do contato comigo, era para eu fazer a ponte, com outro empresário que conheço, para entregar seu currículo. Note que a construção de uma rede de contatos, pode ser útil em vários momentos e de vital importância para pessoas que desejam manter-se em constante crescimento. Um relacionamento com a pessoa certa, além de abreviar caminhos, estabelece uma relação de amizade. Se você não gosta de pedir ajuda, supere isto demonstrando cuidado e carinho com aquelas pessoas com quem fala habitualmente. Observe a seguir, como aperfeiçoar sua rede de relacionamentos.

O sucesso exige ser "workaholic"?

Por Dalmir Sant’Anna
Em decorrência da minha atividade profissional, tenho a oportunidade de conhecer a trajetória de sucesso de inúmeros profissionais, das mais diversas áreas de atuação, no cenário nacional e internacional. Pessoas que dedicam tempo para estudar, aprimorar suas competências e se tornarem apaixonadas pelo que realizam. Percebo que algumas demonstram equilíbrio com o trabalho, família e convívio social, entretanto, outras pessoas mostram uma ordem inversa. Indicam que o sucesso concentra-se unicamente no pensamento aos volumes expressivos de trabalho, tornando-se workaholic (viciado em trabalho). Será que para atingir o sucesso profissional, uma pessoa precisa ser workaholic?

VOCÊ POSSUI PLANEJAMENTO EM SUA VIDA?

Por Dalmir Sant’Anna
"Não há bons ventos para uma nau que não sabe para onde ir". A frase de Sêneca é um importante princípio, a ser aplicado para construir um planejamento e definir pontuais objetivos. Interessante é perceber que algumas pessoas demonstram incertezas de onde desejam chegar. Você caminha na direção certa de sua meta? Quando de maneira sucessiva a resposta é "não sei", além de demonstrar falta de propósito, mostra também insegurança. Observe abaixo como tornar seu planejamento mais eficaz e doravante, com resultados mais visíveis.

O MEDO É SEU ALIADO OU ADVERSÁRIO?

Por Dalmir Sant’Anna
A premiada banda de rock Titãs, interpreta uma composição de Arnaldo Antunes e Toni Bellotto chamada "Medo". Você já ouviu essa composição? O rock pesado da música poderia servir de inspiração para pessoas acomodadas, que usam o medo como frequente pretexto para não descobrir algo novo. Observe abaixo, algumas ações para colocar em prática, a emoção de perceber, que ao superar um desafio, o temor inicial passou a ser ínfimo.

TRÊS PILARES DE SUCESSO NAS VENDAS NATALINAS

Por Dalmir Sant’Anna
Recentemente um empresário relatou: "Dalmir, fiz um investimento significativo na fachada da minha loja. Agora vou arrasar nas vendas natalinas". Pensei nessa afirmação e fiz inúmeras reflexões sobre esse fato. Será que somente decoração natalina é suficiente para aumentar as vendas? Acredito que é preciso aproveitar o clima de natal para estimular os negócios, entretanto é relevante considerar também, o grau de satisfação da equipe de trabalho. Com a aplicabilidade dos três pilares abaixo, coloque mais energia positiva no atendimento e conquiste excelentes resultados nas vendas natalinas.

SEU COMPORTAMENTO ENVENENA O PRÓPRIO POÇO?

Por Dalmir Sant’Anna
Depois de alguns seguidos finais de semana apresentando palestras em convenções de vendas, conquistei um final de semana de repouso. Aproveitei para visitar o sítio de um amigo, no litoral de Santa Catarina. Ao chegar, visualizei um poço e o desejo de saborear aquela água foi inevitável. Percebendo meu interesse, meu amigo imediatamente alertou: "Dalmir, lamentavelmente os antigos proprietários do sítio contaminaram a água desse poço". Naquele momento, passei a refletir que, no ambiente profissional, algo semelhante também acontece diariamente. Algumas pessoas conseguem contaminar o poço do local de trabalho com fofocas, intrigas e perjúrios. Trabalham diariamente insatisfeitos com suas atividades e intolerantes a qualquer acontecimento. Será possível reverter essa situação?

QUE TAL SEPULTAR SEUS MEDOS?

Por Dalmir Sant’Anna
Tenho uma amiga que é professora e, cansada de ouvir expressões incoerentes escritas por seus alunos, decidiu aplicar uma dinâmica com experiência vivencial. Estruturou uma nota de falecimento e divulgou a seguinte frase: "Com pesar, anunciamos que no domingo, faleceu algumas expressões da língua portuguesa. O velório será realizado na segunda-feira, no período matutino (especificou o local)". Foi um tumulto no colégio. Minha amiga, com a ajuda de outros educadores, montaram inúmeros cartazes, com frases escritas incorretamente pelos próprios estudantes nas redações e avalições. Em seguida, colocaram no centro de uma sala de aula, um caixão e simularam um velório. Pense no impacto que tudo isso causou. Relatei essa história, pois chegou o momento de você substituir definitivamente em sua vida, o medo por confiança, abandonar as desculpas por resultados, e sepultar o temor para descobrir novas oportunidades.

PREGO QUE SE DESTACA É MARTELADO

Por Dalmir Sant’Anna
Não há como negar a existência de pessoas que, ao contrário de contribuir com o desenvolvimento profissional, optam em bloquear seu crescimento com a disseminação de fofoca e ações de torcer contra. Você apresenta um trabalho na faculdade, recebe elogios do professor e ao contrário da turma reconhecer seu esforço, invejam suas conquistas. Em uma reunião na empresa, a liderança faz elogios sobre sua atuação e intrinsicamente, há pessoas remoendo de ódio. É possível lidar com essas situações? Observe as dicas a seguir, sem jamais se esquecer de um ditado popular assim: "Prego que se destaca é martelado".

APARÊNCIA TRISTE É NO TREM FANTASMA!

Por Dalmir Sant’Anna
Ao exercer uma atividade com insatisfação, algumas pessoas abandonam o sentimento de amor ao próprio trabalho. Passam a conviver em um ciclo de descontentamento, onde a ausência de qualificação reflete na limitação de ideias e insuficiência de resultados. Uma pessoa que diariamente desempenha suas atividades com uma aparência, que mais parece trabalhar como monstro do trem fantasma, normalmente demonstra medo e opta em entrar em uma zona de conforto, estagnando sua carreira e demonstrando ausência de comprometimento. Mas como reverter essa situação?

POSICIONAMENTO: UM DIFERENCIAL NO MERCADO DE ATUAÇÃO

Por Dalmir Sant’Anna
Em um cenário competitivo e com expressivas transformações em várias áreas profissionais, o posicionamento de uma empresa torna-se importante instrumento, para contribuir com o sucesso organizacional, além de gerar diferenciais sobre a concorrência e maior aproximação com o cliente. De maneira figurativa, não é possível aceitar entrar em um barco e permitir que a onda leve sua carreira profissional para qualquer destino. Observe abaixo, como tornar o posicionamento um grande diferencial e assumir o compromisso de prometer menos e fazer mais.

VAMOS R.I.R. NO ATENDIMENTO?

Por Dalmir Sant’Anna
Tenho uma amiga, que é proprietária de um salão de beleza. Quando ela observa, que no estacionamento, há alguém aguardando um cliente, solicita a uma funcionária para servir um chá, café, água ou suco. Interessante, não é mesmo? Quantas vezes você acompanhou uma pessoa e acabou esquecido dentro do automóvel em um estacionamento, na recepção de um hotel ou, na sala de espera de um consultório, sem o mínimo de atenção. Na sua empresa, o que você e sua equipe estão fazendo para surpreender seu cliente no atendimento? Elaborei uma expressão para mostra que, no atendimento é preciso R.I.R.: Respeito, Inovação e Reconhecimento. Vamos tentar colocar em prática?

VOCÊ É A DIFERENÇA NA BUSCA POR SUA FELICIDADE

Por Dalmir Sant’Anna
Ao exercer uma atividade com insatisfação e desgosto, algumas pessoas abandonam o sentimento de amor ao próprio trabalho. Passam a conviver diariamente em um ciclo de descontentamento, no qual a ausência de qualificação reflete diretamente na limitação de ideias e desenvolvimento de novos projetos. Uma pessoa que faz do trabalho uma tortura, demonstra falta de comprometimento e normalmente, opta em entrar em uma zona de conforto, estagnando sua carreira. Você conhece pessoas assim? Mas como reverter essa situação?

Seu ego cabe na sala de reuniões?

Por Dalmir Sant’Anna
Cheguei a um resort para apresentar palestra. Estava tudo pronto para começar minha apresentação, quando um participante do evento comenta: "Dalmir, você está preparado? Na platéia terá a maior quantidade de ego, por metro quadrado, que você já imaginou". Comecei a sorrir com o comentário e depois da palestra, fiz várias reflexões de como há também em universidades, empresas e órgãos públicos, pessoas fazendo questão de mostrar suas conquistas para inflar o ego e transmitir um ar de superioridade, arrogância e prepotência. Nas dicas a seguir, descubra como neutralizar um exibicionista durante uma reunião e conquiste maior envolvimento dos participantes.

Vencer ou Perder: O desafio de valorizar o trabalho em equipe

Por Dalmir Sant’Anna
Já fazia algum tempo, que eu não assistia a um jogo de futebol ao vivo. Chegando ao estádio, a agitação da torcida, os gritos e aplausos transmitiam intensas emoções. Sentado na arquibancada, antes de iniciar o jogo, por alguns momentos imaginei a relação existente entre um time de futebol e o ambiente corporativo. Perceba nos itens abaixo, algumas considerações para contribuir com o clima organizacional e valorizar o trabalho em equipe.

Quem manda aqui sou eu!

Por Dalmir Sant’Anna
No parque do Beto Carrero World, observo atentamente, dois jovens a minha frente, na fila da montanha russa. Empolgado, um deles tenta convencer o colega temeroso a passear no brinquedo radical. Desperta minha atenção, a maneira como os pensamentos negativos ocultam a oportunidade de sentir algo novo. O colega empolgado enaltece sua alegria, enquanto o temoroso insiste em falar que faltará energia elétrica, que ele vai sofrer um desmaio ou irá chover no momento que o brinquedo realizar um dos cinco loopings. Diante dos estudos que realizo sobre o comportamento humano, constato que normalmente, algumas pessoas projetam desastres iminentes que jamais acontecerão. Pensam de maneira negativa antes de realizar qualquer atividade. Mas, quem manda na sua vida? O medo é maior do que sua capacidade de descobrir novas oportunidades na vida? Confira quatro razões para acreditar que: quem manda na sua vida é você!

CARNAVAL: LIÇÕES PARA FORTALECER O TRABALHO EM EQUIPE

Por Dalmir Sant’Anna
Estou no décimo primeiro andar de um prédio, no centro da capital de Santa Catarina. Da janela da sala de aula, do curso de mestrado em administração, observo a movimentação dos carnavalescos montando, pintando e acertando detalhes dos carros alegóricos para o desfile de carnaval. É possível perceber a integração, o grau de cooperação, o respeito com a diversidade e o rigor para superar desafios, por meio do trabalho em equipe. Um esforço coletivo sem esquecer a existência da competição (concorrência) entre as escolas de samba e do desejo de vencer. A seguir, descubra que lições o carnaval pode contribuir para fortalecer o trabalho em equipe e favorecer na formulação de novas estratégias empresariais competitivas.

Porque desistir de acreditar?

Por Dalmir Sant’Anna
A cantora Adriana Calcanhoto interpreta uma linda composição de Edu Lobo e Chico Buarque chamada “Ciranda da Bailarina”. Você já ouviu essa canção? Depois de ouvir a música inúmeras vezes, passei a refletir no quanto as pessoas são diferentes e algumas, abandonam a ação de confiar em si. Negam tentar algo novo, porque o medo de falhar estará refletindo em fracasso. Nos tópicos a seguir, observe como não desistir de acreditar em você. Perceba que são poucas as coisas que se aprende na vida, sem que se erre pelo menos uma vez.

Que tal deixar isso para seu concorrente?

Por Dalmir Sant’Anna
Conquistar um atendimento extraordinário não é tarefa fácil. Exige compromisso e entendimento de que essa é uma responsabilidade de todas as pessoas, que fazem parte do time da empresa. Perceba que, um excelente atendimento não é uma ação isolada para auxiliar o cliente na compra, mas um compromisso que envolve toda a equipe para gerar mais resultados. Não há como a equipe comercial realizar um extraordinário atendimento, se ao chegar ao setor de crediário, o cliente encontra falta de vontade, mau humor e intolerância. Fazer o cliente voltar mais vezes é resultado direto do atendimento oferecido, por todas as pessoas que fazem parte do seu negócio. Observe os itens abaixo e procure assumir o compromisso de deixar para o concorrente, fatos, ações e experiências negativas.

Que tal deixar isso para seu concorrente?

Por Dalmir Sant’Anna
Conquistar um atendimento extraordinário não é tarefa fácil. Exige compromisso e entendimento de que essa é uma responsabilidade de todas as pessoas, que fazem parte do time da empresa. Perceba que, um excelente atendimento não é uma ação isolada para auxiliar o cliente na compra, mas um compromisso que envolve toda a equipe para gerar mais resultados. Não há como a equipe comercial realizar um extraordinário atendimento, se ao chegar ao setor de crediário, o cliente encontra falta de vontade, mau humor e intolerância. Fazer o cliente voltar mais vezes é resultado direto do atendimento oferecido, por todas as pessoas que fazem parte do seu negócio. Observe os itens abaixo e procure assumir o compromisso de deixar para o concorrente, fatos, ações e experiências negativas.

FAÇO NA PRÁTICA O QUE PROMETO?

Por Dalmir Sant’Anna
Há pessoas que prometem muito, mas no cotidiano esquecem o que foi acordado. Profissionais de vendas que prometem vender mais. Estudantes que prometem melhores notas na faculdade. Mulheres que prometem emagrecer. Homens que prometem participar mais ativamente da família. Gerentes, líderes, supervisores e empresários que prometem melhorar o clima organizacional no ambiente de trabalho. Existem funcionários que prometem participar de um treinamento, mas querem mesmo é aproveitar o evento para fazer compras. Há pessoas que na sexta-feira ao terminar o expediente, assumem o compromisso de chegar de volta na segunda-feira mais motivado, entretanto, na prática esquecem o que prometeram. Você conhece pessoas com este comportamento?

O CAMINHO PARA MELHORES RESULTADOS EM VENDAS

Por Dalmir Sant’Anna
Quantas vezes estamos diante de um profissional de vendas, que enaltece o serviço ou produto que vende, mas não é capaz de comprá-lo? Certa vez, entrei em uma loja de eletrodomésticos, para comprar uma máquina de lavar roupas. Fui abordado por um vendedor, que disse que "as máquinas para serem impecáveis, só faltam estender e passar as roupas!" Depois de ouvir o vendedor, questionei qual dos modelos apresentados ele tinha em casa? Para minha surpresa, ele respondeu que reside sozinho e não possui máquina de lavar. Você presenciou algo parecido? Observe nos dois fatores abaixo, como evitar dissabor ao apresentar uma proposta comercial ou oferecer um produto para um cliente.

O CAMINHO PARA MELHORES RESULTADOS EM VENDAS

Por Dalmir Sant’Anna
Quantas vezes estamos diante de um profissional de vendas, que enaltece o serviço ou produto que vende, mas não é capaz de comprá-lo? Certa vez, entrei em uma loja de eletrodomésticos, para comprar uma máquina de lavar roupas. Fui abordado por um vendedor, que disse que "as máquinas para serem impecáveis, só faltam estender e passar as roupas!" Depois de ouvir o vendedor, questionei qual dos modelos apresentados ele tinha em casa? Para minha surpresa, ele respondeu que reside sozinho e não possui máquina de lavar. Você presenciou algo parecido? Observe nos dois fatores abaixo, como evitar dissabor ao apresentar uma proposta comercial ou oferecer um produto para um cliente.

QUE LIÇÕES UM CONCORRENTE PODE ENSINAR?

Por Dalmir Sant’Anna
Nos mais diversos segmentos, o concorrente é encarado como um verdadeiro monstro, inimigo voraz, ou ainda, afrontado como um adversário imbatível. Na prática, o que leva estas afirmações serem reais? O que faz um profissional de vendas aceitar pacificamente a perda de um negócio para outro fornecedor? Por qual motivo, algumas pessoas desistem de uma negociação, ao saber da presença de outra empresa? Imagine como seria interessante competir, em um mercado, onde todas as empresas praticassem a ética, sustentabilidade, respeito e legalidade fiscal. Na prática não funciona assim, você concorda? Há empresas que prezam somente por desconto, outras por preços e outras por promessas soltas ao vento. Seu adversário pode ser maior, mais forte, mais eficiente e até ser mais rápido. Entretanto, jamais esqueça que o seu concorrente, pode ensinar imprescindíveis lições e não conta com uma pessoa capaz de fazer a diferença: você!

QUE LIÇÕES UM CONCORRENTE PODE ENSINAR?

Por Dalmir Sant’Anna
Nos mais diversos segmentos, o concorrente é encarado como um verdadeiro monstro, inimigo voraz, ou ainda, afrontado como um adversário imbatível. Na prática, o que leva estas afirmações serem reais? O que faz um profissional de vendas aceitar pacificamente a perda de um negócio para outro fornecedor? Por qual motivo, algumas pessoas desistem de uma negociação, ao saber da presença de outra empresa? Imagine como seria interessante competir, em um mercado, onde todas as empresas praticassem a ética, sustentabilidade, respeito e legalidade fiscal. Na prática não funciona assim, você concorda? Há empresas que prezam somente por desconto, outras por preços e outras por promessas soltas ao vento. Seu adversário pode ser maior, mais forte, mais eficiente e até ser mais rápido. Entretanto, jamais esqueça que o seu concorrente, pode ensinar imprescindíveis lições e não conta com uma pessoa capaz de fazer a diferença: você!

CALA A BOCA FOFOQUEIRO

Por Dalmir Sant’Anna
O desafio de fortalecer o trabalho em equipe com a superação da fofoca

O time da sua empresa está preparado para vencer?

Por Dalmir Sant’Anna
É de conhecimento mundial, que o brasileiro dispõe de um fascínio inconfundível pelo futebol, gerado pela emoção de um país repleto de diversidade e por contar com talentosos ídolos que marcam e deixam registros na história. Mas o compromisso de fazer a rede balançar e contribuir para que o time da empresa ganhe mais um jogo, nem sempre é um consentimento comum. Há pessoas que torcem para a equipe levar gol contra! Há quem comemore quando a seleção da empresa perde uma negociação, ou quando, existem mais clientes realizando reclamações. Para que o time da sua empresa esteja pronto para vencer, observe os dois tópicos a seguir e analise a relação existente entre o esporte e seu ambiente profissional.

Não ative o concorrente na memória do cliente

Por Dalmir Sant’Anna
Em um cenário cada vez mais competitivo, a flexibilidade, abordagem prática e customização nos resultados, passam a ser exigências do ambiente de trabalho. Mas, ao contrário de valorizar o próprio produto e os diferenciais da empresa, há profissionais que optam em falar mais sobre a concorrência. Existem apresentadores de televisão, que insistem em dizer que o início do seu programa, começa após o término de um programa da concorrência. Esse profissional, ao mencionar o nome da concorrência, acaba por ativar na memória do telespectador, a existência de um concorrente e oferece sem perceber, outra opção de escolha. Observe nos dois itens abaixo, como conquistar mais atenção do cliente no momento da negociação e fazer a constelação de estrelas da sua empresa brilhar mais intensamente.

Você é comprometido com suas decisões?

Por Dalmir Sant’Anna
Atualmente, profissionais comprometidos passam a ser destaque, diante de pessoas que não valorizam o planejamento, o processo de aprendizagem e a determinação nas decisões. Nesse sentido, o comprometimento é um desafio que representa expressivo diferencial competitivo, na busca por melhores resultados para a superação de metas e valorização do conhecimento humano. E como está o grau de seu comprometimento? Como ser comprometido com as decisões, se há insegurança em aceitar as mudanças? Como ser comprometido, se o medo é maior que a ação? Observe a seguir, que o comprometimento não acontece em um passe de mágica, mas exige de você, a vontade de acreditar no seu potencial.

Você constrói um enredo que faz sentido para sua vida?

Por Dalmir Sant’Anna
Na história do carnaval, além da cultura, alegria e diversão, há uma busca constante pela perfeição. Além de planejamento, definição de estratégia e organização meticulosa, tudo é regido por normas, cooperação, integração e um rígido cronograma. O objetivo é fazer a engrenagem imaginária do samba enredo obter forma e conquistar desenvoltura, harmonia e ritmo. Qual a relação de um samba enredo com sua vida pessoal? Que lições pode fornecer para sua vida profissional? Observe nos dois itens abaixo, como retirar lições de um samba enredo para conquistar melhores resultados e intensificar de maneira prática, o relacionamento interpessoal e a gestão com pessoas.

Você constrói um enredo que faz sentido para sua vida?

Por Dalmir Sant’Anna
Na história do carnaval, além da cultura, alegria e diversão, há uma busca constante pela perfeição. Além de planejamento, definição de estratégia e organização meticulosa, tudo é regido por normas, cooperação, integração e um rígido cronograma. O objetivo é fazer a engrenagem imaginária do samba enredo obter forma e conquistar desenvoltura, harmonia e ritmo. Qual a relação de um samba enredo com sua vida pessoal? Que lições pode fornecer para sua vida profissional? Observe nos dois itens abaixo, como retirar lições de um samba enredo para conquistar melhores resultados e intensificar de maneira prática, o relacionamento interpessoal e a gestão com pessoas.

O desafio de prometer menos e surpreender mais em 2010

Por Dalmir Sant’Anna
Para inúmeras pessoas, 31 de dezembro é uma data comemorativa, de festa, confraternização e muita descontração. Percebo que neste dia, existem pessoas que realizam promessas, que serão apenas palavras soltas ao vento. Obrigações que serão assumidas somente naquele determinado momento, entretanto, serão esquecidas pela ausência de disciplina, organização e planejamento. Você conhece alguém, que em 31 de dezembro prometeu algo e certamente não realizará? Reconhece pessoas que prometeram uma melhor qualidade de vida e que no segundo mês do ano não irão lembrar o que prometeram?

A gangorra estratégica das vendas natalinas

Por Dalmir Sant’Anna
Durante alguns momentos, observo em um parque infantil, duas crianças que brincam em uma gangorra. Não é somente o movimento deste brinquedo que chama minha atenção, mas também a fisionomia que a pessoa reage ao chegar acima, com sorrisos. Assim como também o esforço físico de quem está abaixo. A criança tenta superar seus próprios desafios para conseguir subir.

Há dissabores em vender algo que não se acredita?

Por Dalmir Sant’Anna
Entro em uma loja de eletrodomésticos, com o principal objetivo de comprar uma máquina de lavar roupas. Sou abordado pelo vendedor, que após ouvir minha necessidade, convida para conhecer os modelos disponíveis na loja. O profissional começa elogiando o primeiro modelo, depois enaltece os diferenciais da marca da segunda máquina de lavar e para finalizar, apresenta de maneira expressiva o terceiro modelo. Afirma que todas são excelentes e brinca de forma irônica que "as máquinas para serem impecáveis só faltam estender as roupas e passar!" Depois de ouvir o vendedor, questiono qual dos modelos apresentados ele tem em casa. Para minha surpresa, ouço o profissional responder que reside sozinho e não possui máquina de lavar. Uma situação como esta já ocorreu com você?

A pessoa empreendedora é apaixonada pelo que faz

Por Dalmir Sant’Anna
Estudos sobre a atividade empresarial na década de 40, na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, estabeleceram o conceito de "motivação para a realização" e a identificação de um elemento psicológico crítico no empreendedor, direcionado para o "impulso de melhorar". Gradativamente, o perfil empreendedor passou a acumular outros elementos com a sensibilidade de praticar o exercício de saber ouvir, o desejo de inovar e a capacidade de identificar oportunidades através da paixão pelo trabalho realizado. Ao contrário de sempre reclamar de algum problema, da ausência de oportunidades e de constantes desculpas, o empreendedor busca superar desafios e procura aproveitar cada oportunidade como um momento único para surpreender. Você conhece alguém com estas características?

Você não precisa comprar para ser bem atendido... Ou será que precisa?

Por Dalmir Sant’Anna
Se você questionar à um profissional de vendas se a abordagem que realiza tem como principal direcionamento o produto, ou a abordagem é centrada no cliente, qual será a resposta? Pode parecer assustador, mas há pessoas que atuam no contato direto com o cliente, pessoalmente ou por telefone, que podem demorar um bom tempo para responder esta pergunta, pois na realidade, somente oferecem um bom atendimento se o comprador demonstrar algum sinal de compra. Quando a pessoa direciona a abordagem no produto, transforma a apresentação em um monólogo, com a ação direta de prometer muito e fazer na prática pouco. Entretanto, quando a pessoa direciona a abordagem comercial para um diálogo interativo, com habilidade para realizar perguntas e envolver o cliente, transforma a apresentação em uma conversa agradável e, como resultado, conquista a credibilidade de prometer o essencial e assumir o que foi acordado.

Artigo: Não preciso de treinamento... Já sei tudo!

Por Dalmir Sant’Anna
Para algumas pessoas, o treinamento é aceito como tortura e, de maneira enérgica, afirma que treinar não passa de um desperdício de dinheiro. Gradativamente, passam a ser indivíduos que não são capazes de perceber que a oportunidade de aprender permite aprimorar as habilidades profissionais e a resolução de problemas de comunicação, expandir o leque de negociação, administração de conflitos e a relação humana entre líder e liderado. Há pessoas que reclamam da empresa onde atuam, mas na prática não são capazes de oferecer um esforço a mais em favor da organização e da própria carreira profissional. Desta maneira, é possível perceber que através do treinamento, grande parcela de pessoas habituadas aos valores individuais podem ser treinadas para pensar no trabalho coletivo e se tornarem membros de uma equipe. O treinamento precisa atuar na parte racional, emocional e fortalecer a certeza de retorno do investimento realizado.

A ATUAÇÃO EM VENDAS É NA CADÊNCIA DO SAMBA DE UMA NOTA SÓ?

Por Dalmir Sant’Anna
Durante um jantar, a filha de um casal de amigos realizou uma apresentação instrumental usando um violão. O detalhe é que a menina somente conhecia uma nota musical. Era interessante observar, pois apesar do esforço da garota, estava limitada e a insistência de tocar somente uma única nota musical, chegava a irritar. Lembrei que na canção “Samba de uma nota só”, os compositores Tom Jobim e Newtom Mendonça enfatizam uma situação, que também pode ser observada na vivência comercial... “Quanta gente existe por aí que fala tanto e não diz nada, ou quase nada”.

HÁ ANTIVIRUS PARA COMBATER A FOFOCA?

Por Dalmir Sant’Anna
Quantos fofoqueiros são necessários para substituir uma lâmpada queimada? Três: um para realizar a tarefa operacional e reclamar pela lâmpada ter queimado e dois para colocar em prática o vírus com comentários negativos sobre a roupa de quem está trabalhando, a maneira como subiu e desceu da escada e posteriormente, provocar comentários de como ficou o resultado da iluminação.

CUIDADO! ATENDIMENTO INEFICAZ PODE LEVAR

Por Dalmir Sant’Anna
Houve um período na história comercial, onde para ser um bom vendedor bastava contar com boa lábia para empurrar a mercadoria ao cliente e, muitas vezes, ludibriar para obter uma venda momentânea, passando a acreditar ser o primeiro da fila na preferência do consumidor. Naquela época era muito tranqüilo destinar a culpa por um equívoco cometido para a empresa, do que propriamente assumir a falha, pois não havia necessidade de demonstrar preocupação com um atendimento diferenciado, com a satisfação do cliente e principalmente, com a fidelidade e fortalecimento da marca.

O CONSTANTE DESAFIO DE TRABALHAR COM

Por Dalmir Sant’Anna
Quando se fala em refrigerante, iogurte ou cerveja, qual a marca mais lembrada? Quando se fala em hotel, restaurante, escola de idiomas, rede varejista, qual o local mais lembrado por você? Neste momento, qual é a marca de automóvel que você está lembrando? O primeiro fator de impacto de uma marca forte é a possibilidade da empresa obter maior rentabilidade. Para inúmeras organizações, a marca equivale (e em alguns casos excede) aos ativos de inúmeras redes de lojas, fábricas e sistemas de distribuição. Isso explica o motivo pelo qual o valor das 100 marcas mais poderosas do mundo saltou 33% entre 2007 e 2008 e atingiu o resultado de US$ 1,9 trilhão.

ESTRATÉGIAS PARA UM ATENDIMENTO DIFERENCIADO NESTE NATAL

Por Dalmir Sant’Anna
Considerada como a data mais importante para o varejo, o Natal é sinal de fé, emoção, recordação e de homenagens, além de representar o final de mais um ano. Com a aproximação do período natalino, o profissional de vendas, indiferente da área de atuação, precisa conciliar ações e palavras para demonstrar que o Natal é um momento determinante para atrair novos clientes e apresentar resultados coerentes. Vender no período atual exige disponibilidade de tempo, organização, controle emocional, vontade de vencer e capacidade para superar objeções, bem como, o treinamento de praticar continuamente o exercício de falar menos e ouvir mais.

O EMPREENDEDORISMO É UM DIFERENCIAL NAS SUAS ATITUDES DIÁRIAS?

Por Dalmir Sant’Anna
Comemorar neste dia 07 de novembro, o Dia do Empreendedor, permite perceber que em um período onde a duração dos empregos formais é cada vez menor e os mais diversos setores são caracterizados por uma expressiva volatilidade para aqueles que não conseguem manter-se empregados, o empreendedorismo permite mostrar uma capacidade de superar desafios e levar adiante a tarefa de construir uma empresa ou organizar a produção de bens e serviços. Existem oportunidades estimulantes, independentemente da área de atuação, segmento de mercado e disponibilidade financeira para apresentar o empreendedorismo nas atitudes diárias, entretanto é fundamental observar que inúmeras pessoas estão e continuarão contribuindo nas suas atividades.

CAMARÃO QUE DORME A ONDA LEVA... QUEM NÃO INVESTE EM ATENDIMENTO A CONCORRÊNCIA....

Por Dalmir Sant’Anna
Na praia onde tenho minha residência, alguns pescadores brincam comentando que quando o camarão dorme, a onda leva... Lembrei desta expressão para falar sobre atendimento, pois existem profissionais que trabalham no contato com o cliente, que mais parecem estar dormindo. Você já esteve na presença de uma balconista que não realizou uma abordagem adequada e ao invés de oferecer atenção, simpatia e cortesia, mais parecia que estava em outro planeta? Quantas ocasiões você entrou em uma loja, percorreu os corredores com tranqüilidade e imaginou ser uma pessoa transparente, pois ninguém o abordou oferecendo um atendimento? Você já percebeu que há profissionais que ao contrário de encantar, envolver e fazer o máximo para o cliente retornar, somente atrapalham e oferecem a triste oportunidade de jamais voltar?

VENDEDOR PRECISA DE SUPER PODERES?

Por Dalmir Sant’Anna
Quando iniciei a pesquisa e o planejamento para elaborar este artigo, lembrei dos super poderes que os profissionais de vendas contam neste período contemporâneo. Não são poderes imaginários, estigmas e estereótipos como capa para voar, teia de aranha lançada pelo pulso ou ainda visão de raio laser. Na prática, constatamos que os profissionais de vendas contam com outros tipos de super poderes: empatia, negociação, respeito e comprometimento com os objetivos da empresa onde atuam.

COMO GERAR MAIOR COMPROMETIMENTO

Por Dalmir Sant’Anna
Em diversos segmentos empresariais, industriais e em mercados cada vez mais dinâmicos, a celeuma e os conflitos são características naturais, pois haverá divergências de idéias, opiniões, visões, posicionamentos e histórico funcional. Prezar pela objetividade de assuntos, organização, pontualidade, produtividade e respeito aos participantes de uma reunião de trabalho, contribui para gerar pensamentos positivos sobre mudanças necessárias e a aplicabilidade de novas estratégias. A troca de informações o controle do tempo e o intercâmbio de experiências, estarão favorecendo positivamente para a coerente tomada de decisões estratégicas, gerando maior comprometimento nos acordos firmados durante uma reunião produtiva de trabalho.

TODO EMPREENDEDOR TEM UMA MISSÃO

Por Dalmir Sant’Anna
Você já constatou que todo empreendedor conta com uma missão definida de onde desejar chegar? Você analisou e observou que em inúmeras empresas há um quadro descrevendo a missão da organização? E o que é esta missão? Conforme as ferramentas para estruturação do planejamento estratégico, a missão é um documento escrito, inserido nas metodologias de teorias administrativas, que possibilita o estabelecimento de um rumo, contendo as primícias da razão de viver da empresa.
Autor:

Dalmir Sant’Anna

Palestrante Mágico®, autor do livro "Menos pode ser Mais" (editora Odorizzi), pós-graduado em Gestão de Pessoas, bacharel em Comunicação Social e mágico profissional. Visite o site: www.dalmir.com.br.

Colunistas

Caio César Ferrari Santângelo
Carlos Augusto Silveira
Cláudio Gustavo Daudt
Eclésio Silva
Fernando Padilha
Gregory Petter dos Santos
Joana Stelzer
Manoel Antonio dos Santos
Osvaldo Agripino de Castro Jr.
Carlos Fernando Priess
Rafael Melo
Roberto Roche
Roberto Veiga
Romeu Zarske de Mello
Odilon Fehlauer
Outros
Alexandre Gonçalves da Rocha
Celso Amorin
Bruno Tussi
Milton Lourenço
Dalva Santana
Antonio Corrêa de Lacerda
Kennedy Alencar
Roberto Rodrigues
Marcos Cintra
José Manuel Meireles
Sandro Tavares
Renan Schaefer Andrade
Ira Sobreira
José Zeferino Pedrozo
Bruno Queija
Pedra Santana Alves
Emerson Luiz Andrade
Rodrigo da Rocha Loures
Luiz Carlos Mendonça de Barros
Rogério Mori
Sebas van den Ende
Lilian Taborda
Simone Costa
Dalmir Sant’Anna
Edneia Pinto Moura
Ricardo Irineu da Silva
Paulo Araújo
Prof. Menegatti
Luiz Carlos da Silva Flores
Paulo Felicioni
Carlos Olla
Fabrício Fassina
Mauro Kahn & Pedro Nóbrega
Simone Ferreira
Rafael Silvério
Luiz Carlos Furtado Neves
Maysa Cristina Fischer
Moysés Borges Furtado Neto
Márcio de Freitas
Robson Zanetti
Marcelo Salmaso
Wagner Campos
Soeli de Oliveira
Marcos Antonio Ribeiro Andrade
Rafaela Moreira
Miguel Nozar
Edson De Paula
Rudson Borges
Tom Coelho
Sonia Jordão
Marizete Furbino
Marcelo Braga
Saul Brandalise Júnior
Helio Rebello
Mauro Lourenço Dias
Moris Kohl
Marcus Eduardo de Oliveira
Luiz Henrique da Silveira
Luiz Carlos Pauli
Marcos Luthero
Marcos Luthero
Manteli Wilen
Derly Massaud de Anunciação
Janaina Paes de Farias
Denilson Roberto Kasteller
Mariana Brizotto
Mário Lanznaster
Marcelo Murin
Orlando Oda
Vagner Miranda
Dane Avanzi
Marcos Morita
Daniel Gobbi Costa
Cassio Vieceli
Leonardo Flock
Renan Rossi Diez
Adelto Gonçalves
Marcos Antonio Zordan
© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt