terça, 09 de agosto de 2022
05/07/2021

Grupo NotreDame Intermédica oferta plano de saúde regional no Vale do Itajaí


O Grupo NotreDame Intermédica (GNDI) segue com as atenções voltadas ao litoral de Santa Catarina. Recém-chegada à região com operação própria após a aquisição do Hospital do Coração de Balneário Camboriú, em maio de 2020, o Grupo NotreDame Intermédica anuncia o relançamento do seu primeiro plano de saúde dedicado ao atendimento da população local: o Connect Itajaí, plano que se define como uma forma de tornar a saúde acessível, mas sem abrir mão do cuidado em Medicina Preventiva. 

Além de Itajaí, mais 11 cidades da região contarão com a cobertura do plano de saúde: Balneário Camboriú, Barra Velha, Camboriú, Ilhota, Itapema, Navegantes, Penha, Piçarras, Porto Belo e São João do Itaperiú, que juntas somam aproximadamente 600 mil habitantes, de acordo com o mais recente levantamento do IBGE. Com o Connect Itajaí, o GNDI busca atender a necessidade da população que busca um plano democrático e acessível. As mensalidades têm preços a partir de R$ 49,75. 

“Com o Connect Itajaí, cumprimos nossa missão de ‘tornar a saúde acessível a gerações de brasileiros’ ao mesmo tempo em que nos apresentamos à cidade e colocamos esse plano em execução”, afirma Irlau Machado Filho, presidente do GNDI. “A aquisição do Hospital do Coração de Balneário Camboriú foi o primeiro passo para registrar nossa chegada à região. Trata-se de uma instituição robusta e que conta com duas Unidades, referência em atendimento de qualidade e focado em inovação”, complementa. 

O plano, atualmente, conta com o hospital geral de alta complexidade, que soma 58 leitos, 10 deles de UTI. Além disso, conta com pronto atendimento clínico, hemodinâmica, diagnóstico por imagens e laboratório, todos disponibilizados no produto Connect Itajaí.  

Equipe do cuidado é o principal diferencial do novo plano 

Como seria a saúde da maioria dos brasileiros se, rotineiramente, um profissional de saúde entrasse em contato para saber como ele está, ou até mesmo lembrá-lo de realizar exames ou estar atento a condições específicas? Esse é justamente o grande diferencial do Connect Itajaí: uma equipe de profissionais de diversas áreas, disponíveis na palma da mão dos beneficiários. 

“O Connect Itajaí traz o conceito da Equipe de Cuidado: um time multiprofissional apto e disponível que está disponível para o beneficiário sempre que houver a necessidade. Isso pode incluir desde lembretes até o agendamento de consultas rotineiras, seja virtual ou presencialmente. Assim, a atenção é integral para os nossos beneficiários, é saúde por inteiro, a vida inteira”, ressalta Celso Boaventura, diretor médico de Cuidados Coordenados do Grupo NotreDame Intermédica Sul (Filial Sul). 

Por meio do smartphone ou do site do GNDI Sul, todo o plano está disponível: o app GNDI easy Sul disponibiliza um contato 24h com profissionais, com orientações médicas e recomendações. Isso é possível graças ao “Primeiro Acolhimento”, um atendimento que ocorre logo após a adesão ao plano e que contempla as principais necessidades do usuário do Connect, como sintomas detectados em uma consulta ou a necessidade de exames para diagnósticos mais profundos. 

 

Consultas via telemedicina e presenciais 

Assim, a Telemedicina surge como uma vantagem prática, seja pela questão de atendimento dinâmico no lugar que for mais conveniente ao paciente, mas também por uma questão de acessibilidade: o contato com profissionais de diferentes áreas nunca foi tão prático. 

“O atendimento digital não dispensa o presencial, quando necessário. A Telemedicina veio para somar e é uma forma de colocarmos cada vez mais pacientes em contato com os médicos especialistas, democratizando a Medicina de qualidade cada vez mais”, afirma Mario Saddy, diretor executivo do GNDI Sul. 

 

Estratégia de crescimento no Sul do país é constante no GNDI 

Além da oferta de planos diferenciados no Paraná e Santa Catarina, no último mês de junho, o GNDI chegou a mais um estado, o Rio Grande do Sul: com a aquisição do Centro Clínico Gaúcho, por R$ 1,06 bilhão, marcou sua entrada no mercado gaúcho. A transação está sujeita à aprovação dos órgãos reguladores – CADE e ANS – e representa um marco importante para o GNDI dentro da estratégia de ampliar sua presença nacional com Rede Própria de atendimento. No mesmo mês, o GNDI Sul concluiu a aquisição do Hospital Maringá por R$ 92 milhões, uma das unidades mais tradicionais da cidade do Paraná. 

 

 

Sobre o Grupo NotreDame Intermédica 

Reconhecidamente sólido, o Grupo NotreDame Intermédica (GNDI) possui 53 anos de atuação e é, hoje, a maior operadora de saúde do Brasil. A Companhia é pioneira em Medicina Preventiva desde 1982, por meio de programas estruturados para oferecer saúde integral com acolhimento aos seus mais de 6,4 milhões de beneficiários. A Rede Própria do GNDI possui uma estrutura de atendimento que soma, atualmente, 29 hospitais, 88 Centros Clínicos, 23 Prontos-Socorros Autônomos, 14 Centros de Medicina Preventiva, 12 Unidades para exames de imagem, 86 pontos de coleta de análises clínicas e 2 Centros de Saúde exclusivamente dedicados ao público 50+ (NotreLife 50+). Um dos diferenciais do GNDI é oferecer a melhor experiência ao beneficiário: rapidez nos agendamentos de consultas, atendimento humanizado, medicina preventiva, bem como a gestão eficiente da saúde dos colaboradores das empresas clientes. Mais informações acesse www.gndi.com.br



Blog

Países do ‘BRICS’ debatem como alavancar qualificação para indústria 4.0

A qualificação de profissionais para ocupações cada vez mais tecnológicas é foco dos trabalhos de um grupo de especialistas do Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, o chamado BRICS. A participação brasileira é liderada pela Confederação Nacional da Indústria, por meio do SENAI, a partir de indicação dos ministérios da Casa Civil e da Educação. O objetivo é criar estratégias para promover a capacitação padronizada entre os países.

“Somos reconhecidos por aliar a teoria e a prática. As discussões que estão em curso no grupo formado pelos países do BRICS vêm sendo amplamente abordadas em nossas formações. Não é uma agenda apenas de entidades privadas, ela exige políticas públicas mais robustas, com respaldo técnico e competência para guiar os debates”, destaca o diretor-regional do SENAI, Fabrizio Machado Pereira.

São oito grupos de trabalho, sendo um deles voltado para as áreas de inteligência artificial, machine learning e big data, coordenado pelo professor Valério Junior Piana, do Centro Universitário do SENAI em Chapecó. “Os grupos debatem temas como a falta de profissionais qualificados para atuar com as tecnologias da indústria 4.0 e as habilidades fundamentais para o futuro do trabalho, não apenas na indústria, mas também em outras áreas”, afirma Piana. “Estamos focando nas ocupações mais tecnológicas e o que fazer diante da falta de profissionais”, acrescenta.

Piana, que no SENAI coordena os cursos de graduação e pós-graduação em TI, cita, principalmente, a falta de profissionais qualificados na área de tecnologia para atuar com programação, automação e outros setores. O grupo de trabalho do BRICS atua com base no relatório do Fórum Econômico Mundial, que elenca habilidades que as pessoas precisam ter ou desenvolver, como criatividade, solução de problemas complexos, trabalho em equipe, entre outras, incluindo as habilidades e conhecimentos técnicos.

O grupo está elaborando uma proposta de esforço conjunto dos países para capacitar a força de trabalho. “Algumas alternativas que estamos sugerindo são a implementação de laboratórios-modelo, equipados para desenvolver as capacidades necessárias para o mundo do trabalho, e cursos de graduação e pós-graduação com currículos padronizados entre os países”, relata Piana.

O SENAI é referência mundial em qualidade de ensino. Capacita os trabalhadores da indústria por meio de educação profissional e superior, consultorias especializadas e serviços de inovação voltados ao desenvolvimento e à competitividade industrial. A instituição está presente em todos os estados brasileiros.

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt