sexta, 12 de agosto de 2022
10/06/2021

Balneário Shopping investe em iniciativas com foco na qualidade de vida dos moradores do Litoral


Um dos principais shoppings do Sul do Brasil - situado numa cidade que recebe turistas de todo o país e tem uma natureza privilegiada - o Balneário Shopping é mais do que uma referência em compras, entretenimento e gastronomia. O empreendimento tem como compromisso contribuir para melhorar a qualidade de vida e o bem-estar dos moradores de Balneário e demais cidades do Litoral Norte. Neste sentido, uma das iniciativas do shopping é a participação em diversas ações comunitárias e de responsabilidade socioambiental, como a recente limpeza do Rio Camboriú.

A superintendente do Balneário Shopping, Elisângela Cardoso, ressalta que o shopping sempre esteve envolvido em projetos que visam melhorias para a comunidade, seja por meio de ações sociais, de inclusão ou com foco na sustentabilidade. “O Balneário Shopping tem uma conexão muito forte com as pessoas e a cidade, além, é claro, dos outros municípios do Litoral. Por essa razão, temos como uma das nossas metas colaborar e apoiar iniciativas que são importantes para melhorar a qualidade de vida da cidade e região”, comenta.

No mês de abril, por exemplo, o Balneário Shopping se engajou em uma ação importante para os municípios de Balneário Camboriú e Camboriú: a Ação Integrada de Limpeza Rio Camboriú. O evento de mobilização voluntária teve como objetivo conscientizar a população sobre a problemática dos resíduos e a poluição, além de promover a limpeza do rio que corta as duas cidades. Na ação #JuntosPeloRioCamboriú - promovida pelo  Lions Clube Balneário Camboriú Centro, o Conselho Comunitário de Segurança Náutica de BC (Conseg Mar) e a Federação dos Conselhos Comunitários de Segurança (FECONSEG-SC) - foram recolhidos do rio 50 metros cúbicos de lixo.

 

Outra ação com participação do Balneário Shopping foi na época da Páscoa, com início na Sexta-feira Santa. Na ocasião, o empreendimento aderiu ao Tempo de Renascer BC, movimento de apagar as luzes e acender lanternas de celular que envolveu moradores, empresas, instituições e pontos turísticos da cidade. A ideia era aproveitar o período de Páscoa, que simboliza renascimento e renovação, para transmitir uma mensagem de esperança a todos os brasileiros neste momento de pandemia.

Em maio, o shopping também participou de outro projeto de inclusão social: a exposição fotográfica 'Rainhas da Cidade’, que reuniu fotos de mulheres que trabalham como garis. O intuito da mostra, idealizada pela Hope Lingeries e o Rotary Club de Balneário Camboriú Praia do Atlântico, era dar visibilidade a mulheres anônimas, que contribuem com o seu trabalho para deixar a cidade limpa e bonita, mas que são “invisíveis” aos olhos de muitas pessoas. A exposição contou com 14 fotografias de colaboradoras da empresa Ambiental, que participaram de ensaio fotográfico, minidocumentário e um dia de beleza. 

 



Blog

Países do ‘BRICS’ debatem como alavancar qualificação para indústria 4.0

A qualificação de profissionais para ocupações cada vez mais tecnológicas é foco dos trabalhos de um grupo de especialistas do Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, o chamado BRICS. A participação brasileira é liderada pela Confederação Nacional da Indústria, por meio do SENAI, a partir de indicação dos ministérios da Casa Civil e da Educação. O objetivo é criar estratégias para promover a capacitação padronizada entre os países.

“Somos reconhecidos por aliar a teoria e a prática. As discussões que estão em curso no grupo formado pelos países do BRICS vêm sendo amplamente abordadas em nossas formações. Não é uma agenda apenas de entidades privadas, ela exige políticas públicas mais robustas, com respaldo técnico e competência para guiar os debates”, destaca o diretor-regional do SENAI, Fabrizio Machado Pereira.

São oito grupos de trabalho, sendo um deles voltado para as áreas de inteligência artificial, machine learning e big data, coordenado pelo professor Valério Junior Piana, do Centro Universitário do SENAI em Chapecó. “Os grupos debatem temas como a falta de profissionais qualificados para atuar com as tecnologias da indústria 4.0 e as habilidades fundamentais para o futuro do trabalho, não apenas na indústria, mas também em outras áreas”, afirma Piana. “Estamos focando nas ocupações mais tecnológicas e o que fazer diante da falta de profissionais”, acrescenta.

Piana, que no SENAI coordena os cursos de graduação e pós-graduação em TI, cita, principalmente, a falta de profissionais qualificados na área de tecnologia para atuar com programação, automação e outros setores. O grupo de trabalho do BRICS atua com base no relatório do Fórum Econômico Mundial, que elenca habilidades que as pessoas precisam ter ou desenvolver, como criatividade, solução de problemas complexos, trabalho em equipe, entre outras, incluindo as habilidades e conhecimentos técnicos.

O grupo está elaborando uma proposta de esforço conjunto dos países para capacitar a força de trabalho. “Algumas alternativas que estamos sugerindo são a implementação de laboratórios-modelo, equipados para desenvolver as capacidades necessárias para o mundo do trabalho, e cursos de graduação e pós-graduação com currículos padronizados entre os países”, relata Piana.

O SENAI é referência mundial em qualidade de ensino. Capacita os trabalhadores da indústria por meio de educação profissional e superior, consultorias especializadas e serviços de inovação voltados ao desenvolvimento e à competitividade industrial. A instituição está presente em todos os estados brasileiros.

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt