domingo, 14 de julho de 2024
14/06/2024 17:16

Verticalização e valorização econômica impulsionam construção civil de Itajaí

Com a alta demanda por moradia, especialmente na região central e na orla marítima, a construção de empreendimentos verticais torna-se uma alternativa para otimizar o uso do solo

A indústria da construção civil em Itajaí, cidade que completa 164 anos de fundação neste dia 15 de junho, vive um momento de crescimento impulsionada pelo acelerado desenvolvimento urbano e pela valorização imobiliária. Segundo dados do Sindicato da Indústria da Construção Civil da Foz do Rio Itajaí (Sinduscon), o valor médio do metro quadrado em imóveis residenciais na região central da cidade gira em torno de R$ 12.797, segundo pesquisa realizada pela Brain Inteligência Estratégia.

Itajaí também se destaca como um município em pleno desenvolvimento, com um crescimento populacional bem acima da média, tanto nacional quanto estadual. De 2010 a 2024, a cidade apresentou um índice de crescimento médio anual de 2,9%, enquanto o Brasil registrou apenas 0,5% e Santa Catarina, 1,6%.

Esse crescimento se reflete também no aumento do número de domicílios, que em Itajaí foi de 3,8% no mesmo período.

No Estado, esse índice ficou em 2,7% e no país, 1,8%. Os dados, provenientes do IBGE e organizados pela Brain, comprovam o dinamismo de Itajaí, que se consolida como um dos principais polos de desenvolvimento de Santa Catarina

A verticalização também desempenha um papel importante. Com a alta demanda por moradia, especialmente na região central e na orla marítima, a construção de empreendimentos verticais torna-se uma alternativa para otimizar o uso do solo.

Para atender a esta demanda, o poder público e privado tem investido em melhorias na infraestrutura da cidade, como transporte público, saneamento básico e áreas verdes, tornando Itajaí ainda mais atrativa para moradores e empresas.

Novos empreendimentos comerciais, residenciais e turísticos também contribuem para o desenvolvimento local e a modernização da cidade. Nesse sentido, o Sinduscon desempenha um papel fundamental ao representar os interesses das empresas da construção civil, promovendo a ética e a responsabilidade social das empresas, além de manter um diálogo aberto com o poder público.

Em resposta à alta demanda por moradia, as empresas investem em diferentes tipos de imóveis, desde populares até residenciais de alto padrão, home clubs e unidades compactas, atendendo às diversas necessidades da população. Esse cenário positivo reflete o progresso contínuo de Itajaí e sua importância como centro econômico e de desenvolvimento regional.

Conforme o presidente do Sinduscon da Foz do Vale do Itajaí, engenheiro Fábio Inthurn, Itajaí está se consolidando como um polo atrativo para novos moradores em busca de oportunidades e qualidade de vida. Além disso, a região de Itajaí é reconhecida como uma das mais valorizadas do país. “Seu destaque como importante centro econômico impulsiona o desenvolvimento regional, com o setor da construção civil desempenhando um papel fundamental no progresso da cidade. Além de gerar empregos e renda, contribui significativamente para a infraestrutura local”, disse.

O presidente do Sinduscon explica que, ao mesmo tempo que a cidade cresce e ganha projeção nacional, a indústria da construção civil se organiza intensamente para viabilizar projetos que possam atender a alta demanda proveniente do processo de migração. Estes novos grupos vêm para Itajaí em busca de oportunidade de trabalho e qualidade de vida.




Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt