segunda, 15 de julho de 2024
10/10/2023 10:53

Polo de biotecnologia criado pela Vesper Ventures já atraiu R$ 45 mi em investimentos

Distrito tecnológico em Florianópolis passa a abrigar empresas de pesquisa e desenvolvimento nas áreas de saúde e agronegócio sustentável

Firmes na convicção de que os pesquisadores e suas descobertas voltadas a criação de negócios com viés de impacto são uma peça-chave para o desenvolvimento econômico e social, a Vesper Ventures, fundo venture builder com foco em biotecnologia avançada, criou o primeiro polo de startups voltadas ao desenvolvimento de soluções disruptivas para problemas globais, tanto na área de saúde como no agronegócio sustentável.
O Vesper Bio Labs, localizado em Florianópolis, Santa Catarina, tem 1.000 m2 e já  abriga cinco biotechs, que fazem parte do portfólio do fundo: Symbiomics, InEdita Bio, Reddot Bio, Aptah e Futr Bio. O distrito já recebeu investimento total na ordem de R$ 15 milhões em infraestrutura e, em menos de dois anos, já atraiu recursos da própria Vesper e de outros investidores parceiros na ordem de R$ 45 milhões."Todas as nossas startups são convidadas a se instalar e construir seus laboratórios aqui. É opcional para cada empresa, mas como ajudamos em toda a gestão do negócio, a proximidade com o fundo é muito vantajosa", afirma Gabriel Mantovani Bottos, CEO da Vesper Ventures.
 
"Além disso, a troca de informações entre as startups e os cientistas dentro do nosso distrito é muito enriquecedora", complementa. 
Na esteira de novas captações e aquecimento do setor, o Vesper Bio Labs  passará por uma expansão e dobrará de tamanho até 2025, abrigando quatro novas empresas. Atualmente, trabalham no polo de biotecnologia 35 cientistas e 15 executivos que comandam pesquisas com uso de novas tecnologias patenteadas internacionalmente no guarda-chuva da Vesper Ventures.  
Com diferentes aplicações sociais, o setor de biotech representa atualmente cerca de 27% do mercado global. A expectativa é que em 2024 esse número aumente para 31%, segundo pesquisa da consultoria Deloitte. “Dentro de um contexto de desafios, resolvemos liderar uma série de aportes e apoio na gestão e desenvolvimento junto a cientistas engajados em resoluções de problemas mundiais, criando um polo de apoio para o crescimento e licenciamento das tecnologias desses negócios”, explica o CEO da venture builder.
 
A Vesper Ventures, que deu início a uma nova rodada de captação e seleção de novas startups, tem atualmente em seu portfólio sete biotechs: Aptah Bio; Cellertz; Reddot; Futr Bio; Vyro; Symbiomics e InEdita Bio, todas com soluções inovadoras e de impacto social e ambiental.
 
 
Sobre a Vesper
Criada em 2018, a Vesper Ventures é uma venture builder fund com foco em biotecnologia avançada. Tem como principal objetivo a co-criação das empresas junto aos cientistas e investimentos financeiros, através de fundos próprios. Os projetos selecionados são inovações disruptivas que endereçam grandes desafios globais na saúde humana, agronegócios e meio ambiente.
Com a visão de que as empresas só podem ser verdadeiramente bem-sucedidas em uma sociedade próspera e em um planeta saudável, a Vesper seleciona projetos ainda em early stage de grandes cientistas brasileiros e os ajuda a criar todos os procedimentos de gestão, com uma equipe administrativa que faz um acompanhamento muito próximo às operações das startups. Isso além de possibilitar a essas empresas acesso a capital, seja da própria venture builder ou de terceiros. 
Todos os projetos encampados pela venture builder passam por uma rigorosa avaliação e apoio de conselheiros científicos de grande experiência nacional e internacional. Comandada por Gabriel Bottos, CEO e um dos fundadores, a Vesper conta ainda com outros quatro sócios: Pedro Moura, Julio Moura, Rafael Bottos e Jonas Sister.
http://www.vesper-ventures.com

 




Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt