segunda, 22 de julho de 2024
23/01/2023 16:50

Porto Itapoá celebra crescimento em 2022 e vislumbra oportunidades para o futuro

O Terminal movimentou 7,6% mais TEUs em 2022 e recebeu 4,68% mais navios do que em 2021

O Porto Itapoá movimentou 950.512 TEUs (Twenty-foot Equivalent Unit – unidade de contêiner de 20 pés) no ano de 2022, representando um crescimento de 7,6% em relação ao que foi movimentado pelo Terminal em 2021. O número de navios que passaram por Itapoá também cresceu: foram 555 navios em 2022, número 4,68% maior do que no ano anterior. As exportações pelo Terminal também cresceram cerca de 11% no último ano.

Para o presidente do Porto Itapoá, Cássio Schreiner, os números consolidam o Terminal norte-catarinense entre os Top 5 do Brasil. “Tivemos uma evolução bastante significativa em nossos indicadores, principalmente pelo esforço e comprometimento de nossa equipe e isso está sendo percebido pelo mercado”. Um ponto importante nessa evolução, aponta Schreiner, foi a transição ou migração de clientes de outros terminais portuários para Itapoá.

Uma das operações que teve grande impacto positivo foi o segmento de cargas refrigeradas chamadas comumente de reefer. Schreiner explica que a localização do Porto Itapoá é bastante estratégica nesse sentido: “Paraná e Santa Catarina são grandes produtores de proteína animal para exportação”. 

No ano passado, as exportações deste tipo pelo Porto Itapoá cresceram 41% em relação a 2021. As operações reefer por cabotagem (dentro do território brasileiro), cresceram mais de 50% na saída e 47% na chegada destas cargas. Atualmente, o Terminal conta com 2.892 tomadas dedicadas à contêineres refrigerados.

A cabotagem como um todo foi um elemento importante no crescimento do porto, tendo crescido 57% entre um ano e outro. “Em 2022, passamos a operar com novos armadores e, consequentemente, oferecer novas linhas para nossos clientes”, analisa Schreiner. 

Outro tipo de transação que teve forte aumento de demanda foi o break bulk – quando a carga tem dimensões maiores que um contêiner e tem de ser embarcada de forma específica. Essas operações cresceram 46% em 2022. “Fizemos quase três operações por mês, em média”, comenta Schreiner. “Muitas delas foram barcos e lanchas de luxo, um nicho em que hoje estamos bastante fortes”. Atualmente, o Porto Itapoá possui uma equipe especializada em operações break bulk

O ano passado também marcou o recorde de movimentação de caminhões no Terminal, com 386.535 movimentos no Gate. O número é cerca de 10% maior do que o registrado em 2021. Os meses mais movimentados foram março (34.404 movimentos), julho (34.842) e agosto (35.911), sendo o último o maior número registrado até então.

“Investimos muito em infraestrutura, eficiência operacional e excelência no atendimento aos clientes, o que garante o diferencial da nossa operação”, explica Schreiner.

 

Infraestrutura

A ampliação do pátio do Porto Itapoá foi licenciada pelo Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), Receita Federal do Brasil e pela Antaq (Agência Nacional de Transportes Aquaviários) e está agora liberada para funcionamento. Trata-se de uma área de 50 mil metros quadrados que será adicionada ao pátio do Terminal, totalizando atuais 300 mil metros quadrados.

O novo espaço possui capacidade estática de aproximadamente 7 mil contêineres. A expansão do pátio ainda não terminou, conforme explicou Schreiner. “Já estão em obras mais 150 mil metros quadrados de pátio, que nos levarão a 450 mil metros quadrados de área total”, e completou: “Ao ser concluído, o pátio nos possibilitará operar com quase o dobro da movimentação de contêineres atual”.

Outro importante advento foi a conclusão e doação do projeto executivo para a duplicação da Estrada Municipal José Alves para a Prefeitura Municipal de Itapoá. A obra será integrada às duplicações das rodovias estaduais SC-416 e SC-417, que conectam a rodovia federal BR-101 à estrada José Alves. Juntas, estas vias somam pouco mais de 40 quilômetros e já têm recursos previstos para sua execução, pelo governo estadual de Santa Catarina. Os projetos executivos das rodovias estaduais já estão em fase de conclusão, e projeta-se que a execução das obras deve ter início já em 2023.

Outra importante obra em vista é a melhoria do canal de acesso à Baía da Babitonga, que permitirá a chegada de navios maiores e com maior capacidade de carga. Capitaneada pelos portos de São Francisco do Sul, a iniciativa tem seu primeiro elemento encaminhado pelo Ibama, que já emitiu a Licença Prévia. A obra deve ter início ainda em 2023 e vai trazer benefícios para todo o complexo portuário da baía.

Reconhecimentos

O Porto Itapoá celebrou alguns importantes prêmios e reconhecimentos, como a conquista do selo ouro do Programa Brasileiro GHG Protocol. O programa é implementado no Brasil pelo Centro de Estudos em Sustentabilidade da Fundação Getúlio Vargas (GVces) em parceria com o Ministério do Meio Ambiente. O selo ouro é o mais alto nível e somente concedido após uma empresa demonstrar o atendimento de todos os critérios de transparência na publicação de seus dados de emissões. 

Ainda, o Terminal figurou novamente no ranking das “500 Maiores do Sul” ocupando a 229ª colocação geral e a 48ª colocação dentre as empresas catarinenses. Com esse resultado, o Terminal sobe três posições no ranking geral (foi 232º em 2020) e seis posições na lista de Santa Catarina. 

Outra importante conquista, foi o Prêmio Supplier Day 2022, promovido pelo grupo BMW para celebrar iniciativas comprometidas com a Mobilidade Sustentável e Responsabilidade Social dentre seus fornecedores. 

Por fim, o Programa MAIS – Minhas Ações Inspiram Segurança – conquistou o Prêmio Bronze no Congresso de Saúde e Segurança na categoria “Comunicação em Saúde e Segurança no Trabalho”, promovido pela revista Proteção.

 




Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt