terça, 16 de agosto de 2022
29/11/2021 14:58

Complexo Portuário de Itajaí e Navegantes completa 700 giros na área da nova Bacia de Evolução

Manobras impulsionaram a permanência do índice de 2º maior movimentador de cargas do país

Na manhã desta sexta-feira (26), o Complexo Portuário de Itajaí e Navegantes alcançou a marca de 700 giros na área da Nova Bacia de Evolução.

 

A manobra de número 700 (setingentésimo) foi realizada com o Navio Tubul, de 299,96 metros de comprimento por 45,60 de largura.

 

“Consolidou-se essa nova Bacia de Evolução, provando a sua importância não somente para atender os navios maiores, que não chegavam aqui antes do início da operação da bacia 02, mas principalmente a notável melhora nas condições das manobras, no dia a dia. Nós tivemos uma melhoria na condição de atendimento, e isso proporcionou que ganhássemos tempo, ou seja, a bacia 01 tinha restrições, e agora com a bacia 01 e 02 nós conseguimos ter uma produtividade maior, nas manobras de acesso, na chegada e saída dos navios. Essa realidade atual, é oriunda de uma obra que trouxe resultados extremamente significativos para o Complexo”, destaca Heder Cassiano Moritz, Diretor Geral de Operações Logísticas da Superintendência do Porto de Itajaí.

 

O navio Tubul, está atracado na margem esquerda do rio Itajaí Açú, no berço 02 da Portonave, Terminal de Navegantes. De bandeira da Libéria, ele iniciou sua rota partindo do Porto de Rio Grande (RS), e, após desatracar do complexo portuário local, seguirá seu rumo com destino ao Porto de Santos (SP). Seu horário para a desatracação da embarcação, está previsto para a madrugada deste sábado (27).

 

Fábio da Veiga, Superintendente do Porto de Itajaí, relembra o Ato de Assinatura do Aditivo Contratual, ocorrido em 05 de junho de 2019, entre o Porto de Itajaí (Autoridade Portuária), e Van Oord, empresa de dragagem contratada para a conclusão da primeira etapa das Obras de Reestruturação do Novo Acesso Aquaviário do Complexo Portuário de Itajaí:

 

“Quando eu tive a oportunidade de assinar o Aditivo Contratual (R$ 40,1 milhões), para a conclusão da primeira etapa das Obras da Nova Bacia de Evolução, estava confiante que seria o início de um grande avanço no Complexo Portuário de Itajaí e Navegantes, refletindo principalmente no aumento das movimentações, e elevando o padrão de eficiência nas operações. A modernização do Porto de Itajaí e complexo portuário, transcenderam os índices de movimentação, proporcionando uma nova dinâmica nas manobras dos navios maiores, permitindo melhores resultados, e nos mantendo competitivos no nosso segmento de atuação. Os números crescentes das movimentações de carga indicam a importância desses navios em nosso complexo”, informa Fábio.

 

Investimentos aplicados com o Aditivo para conclusão das obras em sua primeira etapa totalizaram mais de R$ 128 milhões pelo Governo do Estado, via Secretaria de Estado da Infraestrutura (SIE), sendo valor de contrato Original em R$ 103.930.313,60 e valor de contrato Revisado com o Aditivo em março de 2018 na ordem de R$ 24.997.140,41 totalizando R$ 128.927.453,70. Após a conclusão das obras (Etapas 01 e 02), o Complexo Portuário de Itajaí iniciou as operações com navios de até 366 metros de comprimento e 51 metros de largura.

 

A infraestrutura implantada para o mercado competitivo no cenário portuário brasileiro, permitiu ao Complexo Portuário de Itajaí e Navegantes, tornar-se o 2º maior em movimentação de cargas conteinerizadas, classificando ainda a cidade de Itajaí como a 12º cidade do país na arrecadação de impostos federais.

 

O Prefeito de Itajaí, Volnei Morastoni, comenta sobre os investimentos aplicados na nova Bacia de Evolução, ao qual, representam o significativo avanço no Complexo Portuário, através da agilidade e aperfeiçoamento das operações:

 

“Atingir a marca de 700 giros na área da nova Bacia de Evolução, é muito significativo para todos nós, visto que é um resultado de um grande planejamento necessário e eficaz. A conclusão da primeira etapa da Bacia, resultou em um expressivo avanço na movimentação de embarcações, estando apta para receber navios de até 366 metros de comprimento nesta primeira etapa. Esse impacto positivo para o Complexo Portuário, resultou em benefícios voltados para a economia local e do Estado, devido ao aumento constante nas movimentações, evidenciando a capacidade das operações. Os gráficos e relatórios de desempenho fornecidos ao longo deste período de municipalização, comprovam um crescimento superior a 1.500%. Estamos realizando a nossa parte, inclusive para os resultados comerciais do nosso porto, voltado para a modernização”, pontua Volnei.

 

A segunda etapa das obras de ampliação do canal aquaviário, está projetada para receber navios de até 400 metros de comprimento por 60 metros de largura, o projeto possibilita o acompanhamento da contínua evolução do comércio marítimo internacional, devido a constante projeção de navios maiores.

 

A segunda etapa visa adequar a capacidade portuária, para aumentar sua competitividade, garantindo a agilidade do progresso, ao Complexo Portuário de Itajaí e Navegantes.




Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt