domingo, 05 de dezembro de 2021
18/06/2021 18:38

Complexo Portuário de Itajaí e Navegantes completa 500 giros na área da Nova Bacia de Evolução

Número é alcançado um dia após comemoração de um ano da operação do maior navio atracar na costa brasileira, o APL Paris.

Nessa sexta-feira (18) o Complexo Portuário de Itajaí e Navegantes atingiu a marca de 500 giros na área da Nova Bacia de Evolução. A 500ª manobra foi encerrada às 10:25h com o navio MSC Caterina, de 299,95 metros de comprimento por 48,2 de largura.

“Eu destaco dois fatores importantes na operação na área da nova bacia de evolução, ou bacia 2 como também chamamos. Entramos novamente no mercado para atendimento de navios full contêineres que já não estavam mais retornando para o nosso complexo por causa da limitação nas manobras com navios acima de 307 metros, e em segundo lugar, o ganho operacional que tivemos, já que com a bacia 1 tínhamos que deixar berços livres na Portonave e na APM Terminals para conseguir girar os navios”, lembra Heder Cassiano Moritz, Diretor Geral de Operações Logísticas da Superintendência do Porto de Itajaí.

Para Fábio da Veiga, Superintendente do Porto de Itajaí, o êxito da nova bacia demonstra que o planejamento contínuo sempre traz eficiência e eficácia para a administração pública:

“Esse crescimento que está se consolidando é resultado de quase uma década de planejamento, com o envolvimento de diversos entes públicos e vários administradores. É também resultado da coragem do prefeito Volnei Morastoni, que em junho de 2019, quando eu estava à frente da Autoridade Portuária, através do ato de assinatura de aditivo contratual entre porto e Van Oord (empresa de dragagem), me autorizou a fazer um investimento de R$ 42 milhões para que esse sonho finalmente se tornasse realidade, e com isso, concluirmos a primeira etapa das obras de reestruturação do novo acesso aquaviário do complexo”, lembra Fábio.

O navio MSC Caterina estava atracado no berço 02 da Portonave e movimentou 15.135 toneladas e 1.171 TEUs. De bandeira Panamenha ele pertence ao armador MSC e veio do Porto do Rio Grande (RS) partindo com destino ao Porto de Paranaguá (PR).

Apenas 18 meses após o giro inaugural (16/01/2020), à época, foi implantada uma grande operação para iniciar esta nova etapa. Com isso prospectou-se expectativas para toda a comunidade portuária, demonstrando que as manobras geravam segurança, agilidade e acima de tudo a possibilidade de incrementar a recuperação econômica para o município de Itajaí:

“Hoje essa manobra já é rotineira para nós e quase diária, então chegar a essa marca só vem adicionando mais credibilidade ao nosso trabalho”, comemora Ricardo de Amorim, Coordenador de Operações e Inteligência da Fiscalização do Porto de Itajaí.

Marcelo Sodré, Vice-Prefeito de Itajaí, ressalta que o investimento na bacia de evolução foi uma decisão acertada, “Essa obra garantiu que o nosso porto continuasse viável e inserido no mercado, aumentando sua produtividade e nos dando orgulho por saber que a decisão desse investimento valeu a pena e tem funcionado bem”.

No dia 17 de junho de 2020, o complexo de Itajaí e Navegantes registrou um dia histórico. A manobra do navio APL Paris, do Armador CMA-CGM (347,4 metros de comprimento x 45,2 metros de largura), maior navio full contêiner a operar até hoje na costa brasileira, atracou na margem esquerda do rio.

“Dias como hoje, em que chegamos a essa marca e o de ontem, em que relembramos a operação do APL Paris, nos fazem olhar para trás e nos orgulhar dessa trajetória e das escolhas que fizemos. A operação na nova bacia de evolução inseriu novamente Itajaí no cenário portuário internacional. Os gigantes chegaram e trouxeram com eles um novo ciclo para Itajaí e região. Meu agradecimento a toda a comunidade portuária, que com seu esforço nos ajudou a chegar a esses números”, finaliza o prefeito de Itajaí, Volnei Morastoni




Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt