domingo, 05 de dezembro de 2021
15/07/2020

Dólar passa por cima de otimismo com vacina e fecha em alta


O dólar fechou em alta, nesta quarta-feira, 15, com a escalada de tensões entre a China e os Estados Unidos, após o secretário de Estado americano, Mike Pompeo, anunciar restrições de vistos a funcionários de companhias chinesas de tecnologia, incluindo a Huawei.

Em mais um dia de altíssima volatilidade no câmbio, o dólar comercial subiu 0,7% e encerrou sendo vendido por 5,384 reais — a máxima da sessão. O dólar turismo, com menor liquidez, avançou 0,9%, cotado a 5,68 reais.

“Esse novo capítulo da briga entre a China e os Estados Unidos trouxe mais cautela para os negócios”, disse Jefferson Ruik, diretor de câmbio da Correparti. Segundo Ruik, a recente declaração do presidente do Federal Reserve da Filadélfia, Patrick Harker, também injetou algum pessimismo no mercado.

Em entrevista ao The Wall Street Journal, ele disse que o ressurgimento de novos casos de coronavírus no país aumenta as incertezas sobre a recuperação da economia americana.

Apesar do clima negativo, o pregão iniciou com os investidores otimistas com o resultado da potencial vacina contra a covid-19 da farmacêutica americana Moderna apresentados na revista científica The New England. De acordo com a publicação, todos os 45 voluntários que participaram da primeira fase de testes apresentaram imunidade contra o vírus.

“Os resultados criaram expectativa de uma retomada mais rápida da atividade econômica e maior crescimento do PIB mundial”, afirmou Bruno Lima, analista de renda variável da EXAME Research.

 

Lima também ressalta que há grande expectativa sobre os resultados dos testes da potencial vacina desenvolvida pela britânica AstraZaneca em parceria com a Universidade de Oxford. Embora já estejam na terceira fase de testes, os detalhes da primeira fase ainda não foram revelados. Segundo a Reuters, eles devem ser publicados nesta quinta-feira, 16.

“A notícia de que amanhã sairá detalhes da evolução da vacina da AstraZeneca também deu mais uma puxada no mercado. Tem muita coisa nova nessa frente”, disse Lima.

No exterior, o dólar teve desempenho misto ante as moedas emergentes, valorizando em relação ao rublo russo, mas perdendo força frente ao peso mexicano, a rúpia indiana e a lira turca.



© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt