domingo, 14 de julho de 2024
19/06/2024 09:42

Costa Cruzeiros começa a usar energia em terra no porto alemão de Kiel

O Costa Diadema foi totalmente conectado às instalações do terminal Ostuferhafen no porto alemão, reduzindo as emissões diretas de seus motores

Pela primeira vez, o Costa Diadema utilizou conexão elétrica em terra. Aconteceu no dia 7 de junho, no porto de Kiel, na Alemanha.

Após a conclusão dos testes de integração realizados nas últimas semanas, o Costa Diadema conseguiu ser totalmente abastecido com o sistema de energia em terra do terminal de cruzeiros de Ostuferhafen, que forneceu a energia necessária para as atividades a bordo e para os serviços aos hóspedes enquanto atracado no porto. Dessa forma, o navio conseguiu desligar os motores, reduzindo as emissões diretas para a atmosfera.

O Costa Diadema está programado para se conectar ao sistema de energia terrestre do porto de Kiel em todas as próximas 16 escalas do navio programadas até o final do verão.

Em 2024, Kiel será um porto muito importante para os programas da Costa no Norte da Europa. Na verdade, até o dia 19 de setembro, o Costa Diadema visitará Kiel todas as sextas-feiras, como parte do itinerário de uma semana para descobrir os fiordes noruegueses. O Costa Diadema está usando o terminal de cruzeiros Ostuferhafen – localizado fora do centro da cidade de Kiel – como porto para suas operações.

“A estreia de energia em terra para a nossa frota é mais um passo em nossa jornada de descarbonização. Este importante resultado para a Costa foi alcançado graças à cooperação com o porto de Kiel. Estamos totalmente comprometidos em melhorar continuamente o desempenho ambiental dos nossos navios quando em navegação ou quando atracados nos portos”, diz Mario Zanetti, Presidente da Costa Cruzeiros.

A ambição da Costa Cruzeiros é operar uma frota com zero emissões de gases de efeito estufa até 2050. Neste sentido, a empresa está trabalhando para melhorar ainda mais a eficiência energética da frota já em serviço e apoiar a inovação na infraestrutura portuária. Parte deste caminho é a introdução dos primeiros navios movidos a gás natural liquefeito – GNL - (Costa Toscana e Costa Smeralda); o compromisso de equipar a frota com ligação elétrica nos portos e de trabalhar em estreita colaboração com as autoridades portuárias para promover uma maior adoção desta tecnologia; a introdução de Sistemas Avançados de Qualidade do Ar (AAQS) em navios que não utilizam GNL para reduzir as emissões nos portos e no mar; redesenhar rotas para reduzir o consumo de combustível; e muitas outras iniciativas.

Para melhorar continuamente o desempenho ambiental da sua frota, a Costa conta com o apoio do Departamento de Descarbonização Marítima da Carnival, criado especificamente com o objetivo de desenvolver e testar novas tecnologias para reduzir o impacto ambiental. Entre elas: um sistema inovador de baterias de lítio; sistemas de lubrificação do ar no casco para reduzir o arrasto, e assim diminuir o uso de combustível; células de combustível movidas a metanol; novos métodos de captura e armazenamento de carbono; e combustíveis alternativos de baixo carbono, como o bio-GNL ou o biometano liquefeito.

 


 


Sobre a Costa Crociere
A Costa Cruzeiros é uma empresa italiana com sede em Gênova, que faz parte da Carnival Corporation & plc, o maior grupo de cruzeiros do mundo. Há mais de 75 anos, os navios da Costa percorrem os mares do mundo, levando hóspedes a cerca de 300 destinos diferentes, a serem descobertos por meio de experiências únicas, tanto a bordo quanto em terra. Atualmente, a frota da Costa consiste em 9 navios, todos com bandeira italiana, navegando pelo Mediterrâneo, Norte da Europa, Caribe, América Central, América do Sul e Emirados Árabes Unidos, além de oferecer cruzeiros "Volta ao Mundo" e "Grandes Cruzeiros", para visitar diferentes continentes em uma única viagem.

 

 




Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt