domingo, 14 de julho de 2024
10/06/2024 17:00

Porto Itapoá bate recordes e supera marco de 500 mil TEUs movimentados em 2024

No mês de maio, o Terminal bateu seu recorde mensal de importação dry (cargas secas, não refrigeradas), com 37.562 TEUs movimentados

O Porto Itapoá superou o marco de 500 mil TEUs (unidade de medida equivalente a um contêiner de 20 pés) movimentados nos primeiros cinco meses de 2024. Também, no mês de maio, o Terminal bateu seu recorde mensal de importação dry (cargas secas, não refrigeradas), com 37.562 TEUs movimentados.

O diretor de Desenvolvimento de Negócios e Experiência do Cliente do Porto Itapoá, Felipe Fiovaranti Kaufmann, ressalta também a movimentação geral do porto em maio. “Movimentamos 102.270 TEUs, sendo a terceira maior movimentação mensal registrada”, afirma o diretor, que lembra: “Em abril, batemos nosso recorde histórico de movimentação mensal, com 107.475 TEUs”.

A movimentação crossdocking também foi recorde, com 918 TEUs movimentados. O crossdocking é o tipo de operação em que a carga é retirada do contêiner direto para o caminhão do cliente, ou vice-versa.

O mês ainda teve a maior movimentação mensal em cargas LCL (quando um contêiner é compartilhado por diferentes cargas e clientes). “Essa modalidade tem crescido e atende clientes que porventura não tenham carga suficiente para consolidar um contêiner. Importante mencionar que o Porto Itapoá é o único Terminal em zona primária a oferecer este tipo de serviço, reduzindo custos e otimizando os tempos aos Importadores”, explica Kaufmann.

Outro importante recorde do mês foi a movimentação do gate, entrada de acesso de caminhões, com 47.073 movimentos registrados, superando o recorde anterior de abril de 2024, com 45.827 transações.

Crescimento

Em 2023 o Porto Itapoá superou, pela primeira vez, o marco de 1 milhão de TEUs movimentados em um único ano. Também foi o terminal privado de contêineres que mais cresceu em todo o Brasil, superando em 20% nossa movimentação de 2022.




Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt