quarta, 19 de junho de 2024
17/05/2024 09:54

Seara vai assumir as operações de contêineres no Porto de Itajaí

Anúncio foi feito pelo ministro dos Portos e Aeroportos em reunião do Fórum Parlamentar Catarinense

A Seara Alimentos vai comandar as operações de cargas conteinerizadas no Porto de Itajaí. A informação foi confirmada pelo ministro dos Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, em reunião do Fórum Parlamentar Catarinense na última quarta-feira (15). A expectativa é que sejam movimentados 44 mil TEUs (unidade de contêiner equivalente a 20 pés) por mês, já a partir do segundo semestre deste ano. A empresa Mada Araújo Asset Management, que venceu o edital de arrendamento transitório do terminal no ano passado, confirmou ao Ministério a transferência das operações.

As negociações entre as empresas iniciaram há cerca de dois meses. Conforme informou o ministro na reunião do Fórum, foi solicitado parecer à Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) sobre o prazo para as operações iniciarem efetivamente. O contrato também será enviado para análise do Tribunal de Contas da União (TCU) ainda neste mês de maio.

“Esse anúncio do ministro dos Portos e Aeroportos é muito importante para Itajaí, pois sinaliza que está próxima a retomada das operações com cargas de contêiner no nosso Porto. Temos trabalhado muito neste sentido, buscando sempre mais crescimento, desenvolvimento, empregos e renda para todos os itajaienses”, destaca o prefeito Volnei Morastoni.

A expectativa é de que a Seara Alimentos, subsidiária da multinacional brasileira JBS e que já atua em Itajaí através do terminal privado Braskarne, comece a operar já no segundo semestre deste ano. A empresa atuará na área arrendada (berços 01 e 02) do Porto de Itajaí e deve movimentar por mês 44 mil TEUs.

“A ampliação do trabalho da Seara em Itajaí, passando a operar em berços públicos, será benéfica para todos. A empresa possui renome internacional e pertence a uma multinacional de origem brasileira, presente em mais de 20 países, sendo a maior movimentadora de cargas da indústria de alimentos do mundo. Temos certeza que impulsionará ainda mais o crescimento das atividades no Porto de Itajaí, trazendo riquezas para o município e recolocando nosso porto em lugar de destaque”, afirma o superintendente do Porto de Itajaí, Fábio da Veiga.

A retomada permitirá que o Porto de Itajaí volte a ser referência pelo desempenho nas operações com cargas de contêineres. Em seu histórico de movimentações, no último quadriênio (2020 a 2023), foram movimentados na área arrendada R$ 1.392.000,00 (TEUs) e, em cargas, 15,9 milhões de toneladas. Entre 2019 e 2023, um total de 1.390 navios atracaram nos berços 1 e 2 do terminal.

O deputado federal catarinense Carlos Chiodini, que participou das intermediações entre as empresas e o Ministério dos Portos e Aeroportos, acredita que a retomada plena do Porto de Itajaí será muito benéfica para toda Santa Catarina. “A empresa que assumirá as operações tem uma carga própria e também tem muito contato com o mercado para trazer linhas. Esperamos que logo o Porto volte a operar da forma que ele sempre operou, com grande movimentação e contribuição à economia catarinense. Vamos continuar acompanhando o processo, pois existem novas etapas burocráticas a serem vencidas na regularização do terminal, que ficou sem operar”, esclarece Chiodini.




Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt