terça, 21 de maio de 2024
24/01/2024 18:10

Portos de São Francisco do Sul e Imbituba movimentam volumes recordes de carga


Os portos de São Francisco do Sul e Imbituba registraram recordes de movimentação de cargas em 2023. Com alta de 34% em relação a 2022, passaram por São Francisco do Sul, no norte do estado, 16,9 milhões de toneladas de carga. Em Imbituba, no sul, a alta foi de 8%, para 7,7 milhões de toneladas. Em ambos os casos, a movimentação de 2022 já era recorde.

São Francisco do Sul

Dezembro foi o segundo melhor mês do ano para o porto de São Francisco do Sul, com 1,6 milhão de toneladas, em alta de 71% sobre dezembro de 2022.

As exportações foram responsáveis por 60% do fluxo de produtos que passaram por São Francisco do Sul em 2023, com 10,2 milhões de toneladas. Os maiores volumes operados no ano foram de grãos, com 9,6 milhões de toneladas (soja, 5 milhões, e milho, 4,6 milhões), seguido pelo óleo vegetal (250 mil litros) e madeiras, (196 mil toneladas).

As importações alcançaram 4,2 milhões de toneladas, com destaque para os fertilizantes (2,8 milhões). Já o desembarque de cabotagem, movimentado pelo arrendatário Tesc, chegou a 2,5 milhões de toneladas, impulsionado pelos produtos siderúrgicos provenientes do Espírito Santo e que abastecem principalmente a empresa Arcelor Mittar, localizada em São Francisco do Sul.

Imbituba

Entre embarques e desembarques, as exportações lideraram o fluxo de trabalho em Imbituba, com 52,9% da movimentação total e crescimento de 48,7% se comparado a 2022. O principal destino das cargas foram os países asiáticos (China, Irã e Vietnã), além de Portugal e Estados Unidos.

A movimentação de cargas foi caracterizada, principalmente, pela operação de granéis sólidos (83% da movimentação total, sendo, destes, 55,2% minerais e 44,8% vegetais/agrícolas). Ao longo de 2023, o porto teve na lista de seus maiores volumes o coque de petróleo, os farelos de milho e soja, o sal e o milho, seguido da soja, fertilizantes, toras de madeira, hulha betuminosa, malte/cevada, trigo, dentre outros produtos.

O desempenho foi marcado por seis recordes mensais (fevereiro, março, abril, maio, novembro e dezembro), com destaque para o volume operado em abril, que se consolidou com o maior resultado mensal da história do porto (767,8 mil toneladas).




Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt