terça, 21 de maio de 2024
11/01/2024 16:29

Cidade de SC tem alta surpreendente no valor dos imóveis e ultrapassa estrelas do mercado


Considerada o novo fenômeno do mercado imobiliário em Santa Catarina, Porto Belo, na Costa Esmeralda, desbancou as famosas vizinhas Balneário Camboriú e Itapema em um levantamento da plataforma DWV, que acompanha imóveis de médio e alto padrão de todo o Brasil. De acordo com os dados divulgados, Porto Belo registrou uma diferença de 61,9% no valor médio dos imóveis entre 2022 e 2023, um recorde.

No ano anterior, a média dos preços das unidades negociadas em Porto Belo foi de R$ 1milhão. Já em 2023, o valor subiu para R$ 1,7 milhão.

Na sequência, segundo dados da plataforma, a maior diferença foi verificada em Balneário Camboriú, onde em 2022 um cliente pagou, em média, R$ 3,3 milhões por um imóvel. No ano seguinte, quem investiu na cidade precisou desembolsar, em média, R$ 5 milhões, alta de 49.6%.

Logo depois está Itapema. Na cidade, o valor médio de um imóvel em 2022 ficou em R$ 1 milhão. Mas em 2023 o preço médio aumentou para R$ 1,1 milhão. Ou seja, 13.59% mais caro.

Em Itajaí, o valor médio subiu de R$ 956 mil para R$ 1 milhão de um ano para o outro. A cidade, no entanto, é a maior entre as pesquisadas na região, o que dilui o preço médio dos imóveis mais caros.

Vendas de imóveis

Porto Belo também aparece nas primeiras posições com relação ao total de vendas de imóveis. De acordo com o app DWV, a cidade é a segunda onde mais se vendeu unidades em 2023, um total de 1.919, o que totalizou mais de R$ 3,3 bilhões. O município ficou atrás apenas da vizinha Itapema que registrou 3.796 imóveis vendidos, o representa R$ 4,3 bilhões, mas à frente da gigante do setor, Balneário Camboriú, que acumulou 693 vendas de imóveis neste ano.

Alguns fatores podem explicar o sucesso de Porto Belo. Além da localização privilegiada, a 5 minutos de Itapema, e a 25 minutos de BC, das belezas naturais com praias paradisíacas, a alteração do Plano Diretor que permitiu maior altura para os prédios e projetos executados por meio de parceria público-privada com a Associação de Construtoras e Incorporadoras de Porto Belo (ACIP) para aprimorar a infraestrutura e os equipamentos de lazer e de turismo são alguns dos fatores que tornaram Porto Belo a “bola da vez” do mercado imobiliário do Brasil, atraindo construtoras da região e de outras partes do país. Hoje, são cerca de 200 empresas do segmento desenvolvendo projetos no município.

Alguns dos maiores, mais sofisticados e modernos empreendimentos do país estão em Porto Belo. É o caso, por exemplo, do Condomínio Aeronáutica Costa Esmeralda, um dos únicos do Brasil com pista de pouso dentro do próprio residencial, do Vivapark Porto Belo, o primeiro bairro-parque do país, e o OPORTO, maior empreendimento do litoral norte de Santa Catarina, anunciado recentemente pela MayBelly Incorporadora.

De acordo com a Arkidá Gestão de Investimentos, especializada em permutas para incorporadoras, outro atrativo é que em Porto Belo 90% das áreas não são vendidas para as construtoras, mas negociadas por meio de permutas, modelo que beneficia tanto os donos que trocam a área por apartamentos avaliados em mais de R$ 1 milhão, e também as empresas.

Novos milionários
Este novo modelo de negócios, além de ser benéfico para as construtoras, também ganhou evidência em todo o Brasil por transformar os proprietários de imóveis de Porto Belo em novos milionários.

Como foi o caso, por exemplo, do aposentado Antônio Carlos que, em 2022, permutou o imóvel com uma construtora. Na negociação, recebeu três apartamentos lançados a R$ 1,5 milhão cada. Desta forma, o permutante aumentou o patrimônio de R$ 50 mil para R$ 4,5 milhões.

Todo o processo de permuta foi realizado pela Arkidá Gestão de Investimentos, consultoria especializada em permutas para incorporadoras. Há anos a empresa atua com este tipo de negociação, realizando com frequência levantamentos na cidade para a verificação dos terrenos que estão disponíveis para futuros empreendimentos.

“A possibilidade de permuta das áreas certamente é um diferencial para a consolidação de Porto Belo como novo destaque do mercado imobiliário brasileiro. Além disso, o início das primeiras obras aprovadas após a mudança do Plano Diretor, em 2020, que estavam represadas aguardando essa alteração, o Masterplan de Porto Belo que projeta diversas melhorias, algumas já em andamento, a localização privilegiada e belezas naturais, além de acesso a consultorias como a Viabilizze são alguns dos fatores que estão levando a cidade a ter esses resultados como os divulgados pela DWV”, ressalta Patrícia Nunes, da Arkidá Gestão de Investimentos.




Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt