segunda, 08 de agosto de 2022
15/03/2022 13:55

SETOR EMPRESARIAL DE SC DEFENDE CONCESSÃO DO PORTO DE ITAJAÍ

Posicionamento foi definido em reunião na manhã desta segunda-feira (14), quando as entidades do Conselho das Federações Empresariais de Santa Catarina (COFEM) também manifestaram preocupação com os projetos ferroviários do estado, a cobertura de telefonia móvel e diversas questões tributárias estaduais

O setor empresarial catarinense defende a concessão do Porto de Itajaí, conforme previsto pelo governo federal. O posicionamento foi definido na manhã desta segunda-feira (14) pelas entidades integrantes do Conselho das Federações Empresariais de Santa Catarina (COFEM): Federações das Indústrias (FIESC), do Comércio (FECOMÉRCIO), da Agricultura (FAESC), dos Transportes (FETRANCESC), das Associações Empresariais (FACISC), das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDL), das Micro e Pequenas Empresas (FAMPESC), além do Sebrae-SC.

A manifestação das entidades empresariais será enviada ao ministro dos Transportes, Tarcísio de Freitas, com o objetivo de mostrar apoio ao projeto de desestatização, que está em fase de consulta pública. Os empresários consideram que a concessão é fundamental para garantir a competitividade do porto, ao incorporar boas práticas, experiência e novas ideias, com redução de custos, aumento da eficiência e segurança na movimentação de cargas, sem as quais o porto perderá participação de mercado.

Na reunião, realizada no SESC Cacupé, em Florianópolis, as entidades também definiram que convidarão o governador Carlos Moisés para participar de reunião do COFEM para debater uma série de questões que preocupam o setor empresarial na área tributária, como a entrada em vigor da cobrança do Diferencial de Alíquota do ICMS (Difal) nas vendas a não-contribuintes e o ICMS sobre itens como leite, trigo e vinho. O Cofem também pretende discutir os projetos ferroviários do estado, pois entende que eles não podem desconsiderar o Plano Nacional de Logística (PNL), do governo federal.

Outro assunto da reunião, que será tema de manifestação formal do COFEM, são os problemas de cobertura da telefonia móvel em Santa Catarina, que tem gerado problemas para a população e o setor empresarial.

Participaram da reunião do COFEM os presidentes da FIESC, Mario Cezar de Aguiar; da FAESC, José Zeferino Pedrozo; da FETRANCESC, Ari Rabaioli; da FACISC, Sérgio Alves; da FCDL, Ivan Taufer; da FAMPESC, Rosi Dedekind; além do vice-presidente da FECOMÉRCIO, Emílio Rossmark Schramm, e o superintendente do Sebrae-SC, Carlos Henrique Ramos Fonseca.

 




Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt