quinta, 11 de agosto de 2022
09/02/2022 15:42

Epagri sedia abertura oficial da colheita de arroz na sexta, 11, em Itajaí


A Estação Experimental da Epagri em Itajaí (EEI) sedia nesta sexta-feira, 11, a 4ª Abertura Oficial da Colheita do Arroz em Santa Catarina. A cerimônia de abertura acontece a partir das 11h, mas o evento inicia às 8h30min com café de boas-vindas. Das 9h às 11h acontece visitação às vitrines tecnológicas e expositores e às 13h será servido aos participantes almoço com pratos à base de arroz. O período da tarde será livre para visitação e networking. As inscrições para o evento já estão encerradas, uma vez que as vagas foram limitadas em virtude da pandemia.

Previsão de boa safra

A safra 2021/22 do arroz em Santa Catarina deve ser boa, já que as regiões de cultivo não foram atingidas pela estiagem e não há relatos de ataques significativos de pragas ou de doenças. Quem garante é Glaucia de Almeida Padrão, analista de socioeconomia da Epagri/Cepa. Se o calor excessivo não atrapalhar, o Estado deve colher 1,221 milhão de toneladas de arroz nesta safra, volume 2% menor que no ciclo agrícola anterior.

A pequena queda é causada principalmente pela redução de 1,7% na produtividade das lavouras, na comparação com a safra 2020/21, que foi marcada por produtividades muito acima da média em toda a região produtora. A expectativa é de que no atual ciclo produtivo ocorra uma volta à normalidade.  A área cultivada permanece praticamente igual, com redução de 4% em Tubarão e variação inferior a 1% nas demais regiões.

Mesmo com a queda, Santa Catarina deve se manter como o segundo maior produtor de arroz irrigado do país e líder em produtividade, prevê Gláucia. A média de produtividade no Estado ficará em de 8.276 kg/ha na safra 2021/22, mas a analista informa que regiões como Rio do Sul e Ituporanga devem colher acima de 9 t/ha.

Blumenau e a região de Araranguá estão com produtividade acima de 8t/ha. “São produtividades realmente muito boas”, avalia Glaucia. “O que pode atrapalhar é se o excesso de calor se der de forma mais duradoura, mas de qualquer forma, ainda permanece uma produtividade elevada”, relata ela. A colheita do arroz em Santa Catarina inicia em fevereiro e segue até julho.

Com a perspectiva de uma boa colheita, a Epagri/Cepa estima uma queda nos preços pagos ao produtor nos próximos meses, o que preocupa o setor, já que os custos de produção permanecem elevados. Segundo Gláucia, em 2020 o valor do grão alcançou um pico, “com preços excelentes ao produtor, acima de R$ 90,00 a saca”. Ela explica que já na safra 2020/21 e agora, especialmente com a chegada da comercialização da safra 21/22, os preços estão baixos e com tendência de queda, provocada, entre outros fatores, pela alta oferta do produto, que enche neste momento os silos das indústrias.

Referência

A EEI realiza pesquisas com arroz desde 1976 e é hoje uma referência nacional nesta área. Ao longo de sua história, já lançou 33 cultivares de arroz, muitos deles ainda em uso em Santa Catarina, em outros Estados e até em outros países, explica Alexander de Andrade, pesquisador da unidade e coordenador do projeto arroz em Santa Catarina.

Alexander credita o sucesso da produção arrozeira catarinense ao esforço histórico da Epagri, aliado à organização que esta cadeia produtiva alcançou ao longo dos anos. “A cadeia produtiva do arroz irrigado tem grande importância social e econômica para Santa Catarina, pois envolve o cultivo desse importante cereal em 150 mil hectares, conduzido por mais de 5 mil famílias em 93 municípios”, enumera. Ele destaca ainda as cinco cooperativas, mais de 50 indústrias de beneficiamento e todo um setor de insumos e equipamentos que emprega mais de 50 mil pessoas.

O pesquisador ressalta também a qualidade da semente de arroz irrigado produzida em Santa Catarina, segundo ele reconhecida como a melhor do Brasil, “em função do cuidadoso trabalho desenvolvido de forma articulada entre os produtores filiados à Associação Catarinense dos Produtores de Sementes de Arroz Irrigado (Acapsa), com o apoio técnico da Epagri e demais parceiros comprometidos no processo de certificação, além da efetiva participação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) na fiscalização do comércio”. Cerca de 40% das sementes de arroz produzidas no Estado são exportadas para diferentes regiões brasileiras.

A 4ª Abertura Oficial da Colheita do Arroz em Santa Catarina é uma promoção do Sindarroz Santa Catarina, com realização do Governo do Estado, através da Epagri. Acapsa, Basf, BrasilRice, Buhler, Corteva, Fapesc, Fecoagro, Ihara, Yanmar, Selgron e Brasélio são apoiadores do evento.

Serviço

  • O que: 4ª Abertura Oficial da Colheita do Arroz em Santa Catarina
  • Quando: sexta-feira, 11/2, das 8:30h às 12:30h. A cerimônia de abertura começa às 11h
  • Onde: na estação Experimental da Epagri em Itajaí (Rd. Antônio Heil, 6800, Bairro Itaipava)
  • Informações e entrevistas: Alexander de Andrade, coordenador do projeto arroz e pesquisador da Epagri



Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt