terça, 05 de julho de 2022
09/12/2021 09:00

Prodec aprova mais de R$ 20 milhões em investimentos privados no estado

Com uma previsão de cerca de R$ 21,3 milhões em investimentos privados no estado e criação de mais de 260 empregos, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável aprovou a implantação de três empresas no Oeste.

 Os valores foram autorizados durante reunião realizada nesta quarta-feira, 8, pelos representantes do conselho deliberativo do Programa de Desenvolvimento da Empresa Catarinense (Prodec), que é coordenado pela Diretoria de Empreendedorismo e Competitividade da SDE.

“O Prodec é um programa do Governo do Estado que apoia o empreendedor concedendo a postergação de impostos. Em troca, traz desenvolvimento e emprego para a região. É uma parceria de incentivo onde todos ganham e traz mais oportunidades para as localidades”, enfatiza o secretário do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Luciano Buligon.

O primeiro projeto aprovado é a implantação de indústria de laticínios, englobando material e mão de obra para construção civil e equipamentos, no município de Itapiranga. Com investimentos previstos de R$ 4,5 milhões, a empresa prevê a criação de de 25 empregos diretos 10 empregos indiretos

O segundo é a construção de um novo parque fabril em Concórdia, com investimentos de R$ 6 milhões e geração de cerca de 188 empregos diretos e 10 empregos indiretos. O projeto será destinado à fabricação de espumas e colchões, que permitirá a ampliação da capacidade produtiva física da indústria em mais de 20%.

O terceiro é a implantação de uma cervejaria, com foco, principalmente, na produção em grande escala de cervejas artesanais, as quais seguirão às projeções de fabricação e às tendências mundiais. Localizado no município de Chapecó e com investimentos totais previstos de R$10,8 milhões, a empresa vai gerar 28 empregos diretos.

Sobre o Prodec

Coordenado pela SDE, o Programa de Desenvolvimento da Empresa Catarinense concede incentivo do pequeno ao grande investimento, para implantação ou expansão de empreendimentos industriais que vierem produzir e gerar emprego e renda no Estado. O programa existe desde 1988 e tem como premissa investimentos que priorizem sustentabilidade, inovação e instalações em regiões com baixo IDH e que incentivem o desenvolvimento das cidades.

Texto: Pablo Mingoti




Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt