segunda, 27 de setembro de 2021
12/07/2021 17:12

Governo de Santa Catarina alinha prioridades para instalação do parque industrial da Nestlé


Com intuito de apoiar as etapas de instalação do empreendimento bilionário que vai ocorrer no Oeste de Santa Catarina e tem a previsão de gerar cerca de 2 mil empregos na cidade de Vargeão e região, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável realizou nesta quinta-feira, 8, a primeira reunião de alinhamento de infraestrutura e operacionalização das novas atividades do parque industrial de Nestlé Purina no Brasil.

Coordenada pelo secretário da SDE, Luciano Buligon, o encontro contou com a participação de executivos do Grupo Nestlé e da equipe técnica da SDE. Foram apresentadas as prioridades para a implantação da planta, como: a instalação de um trevo de acesso da BR-282 à fábrica, linhas de transmissão e demanda energética, suporte nas licenças e, apoio na capacitação de mão de obra.

“Temos todas as condições de contribuir e apoiar no que for preciso para a instalação da empresa. Por meio da InvestSC daremos os encaminhamentos junto aos órgãos responsáveis, bem como, a articulação necessária e apoio a cidade de Vargeão que receberá a fábrica e também a articulação com a AMAI (Associação Municípios Alto Irani-AMAI ) que reúne os municípios do entorno, do Sine na intermediação do emprego e nas parcerias com as universidades para a capacitação dos profissionais”, salientou Buligon.

A Relações Institucionais da empresa, Noelle Campos, destacou ainda que o objetivo é iniciar as operações priorizando a igualdade de gênero na empresa, ou seja, o corpo colaborativo tenha 50% de homens e 50% de mulheres.

A unidade industrial que será instalada em três fases no Estado é voltada à produção de alimento para cães e gatos. O Brasil é o segundo maior mercado do mundo em relação ao número de cães e gatos per capta (por 1.000 pessoas), perdendo apenas para os Estados Unidos. Os dados são da Abinpet e Euromonitor.

Sobre a Nestlé Purina no Brasil

Com uma fábrica em operação em Ribeirão Preto (SP), onde investiu mais de R$ 500 milhões para implementar tecnologias exclusivas adotadas na fabricação de seus produtos úmidos em 2018 e mais R$ 120 milhões recém-anunciados para expansão de capacidade, a Nestlé Purina tem aumentando seu faturamento em dois dígitos nos últimos três anos no país. “Esta é uma grande oportunidade para ampliarmos a atuação de Nestlé Purina no Brasil e acelerarmos seu crescimento estratégico que tem sido fundamental para os resultados positivos em nosso mercado. Além disso, ficamos muito felizes em fazer esse anúncio no ano em que a Nestlé celebra seu centenário no Brasil”, afirmou Marcelo Melchior, CEO da Nestlé Brasil.


A nova planta será construída já considerando política de zero destinação para aterros sanitários, projetos de reuso de água resultantes do tratamento de efluentes industriais, uso crescente de fontes renováveis e energia. Na primeira fase, será instalada uma linha de alimentos úmidos (wet) de tecnologia avançada, única e patenteada. O parque industrial terá a estrutura dimensionada para contemplar outras fases de ampliação e instalação de mais linhas de produção de alimentos úmidos, secos e outras tecnologias da indústria de petfood.




Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt