quinta, 03 de dezembro de 2020
17/11/2020 15:59

Melhores portos públicos do Brasil serão premiados pelo MInfra por desempenho

Primeira edição do Prêmio Portos + Brasil contempla quatro categorias técnicas e será realizada no dia 23 de novembro, em Brasília

Os portos públicos brasileiros com os melhores índices de desempenho em suas gestões serão premiados pelo governo federal a partir deste ano. O Ministério da Infraestrutura (MInfra), por meio da Secretaria Nacional de Portos e Transportes Aquaviários (SNPTA), criou o prêmio “Portos + Brasil”, que vai avaliar e destacar os melhores portos do país, com base no Índice de Gestão das Autoridades Portuárias (IGAP).


A iniciativa faz parte das diretrizes previstas na Portaria MTPA n° 574/18, que garantem mais autonomia às autoridades portuárias nos procedimentos licitatórios, além de maximizar a descentralização da administração dos portos organizados. A portaria permite, ainda, que o ministério identifique quais autoridades portuárias vêm adotando as melhores práticas de mercado, de gestão e governança, de transparência e que possuam boa estrutura organizacional, física e quadro funcional adequado à exploração portuária.


Segundo Diogo Piloni, secretário nacional de Portos e Transportes Aquaviários, a expectativa para a premiação é alta, uma vez que trata-se de um importante reconhecimento para a gestão técnica e eficiente que os portos brasileiros vêm adotando a partir de diretriz estabelecida pelo Ministério da Infraestrutura nesse sentido. “A intenção do governo é estimular a busca permanente de excelência na gestão dos portos públicos do Brasil”, avaliou o secretário.


RANKING NACIONAL – A cerimônia para entrega dos troféus será realizada no próximo dia 23 de novembro, em Brasília, e contará com a participação do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, e do secretário Diogo Piloni. Na ocasião, serão premiados os portos que tiverem a melhor nota na execução dos investimentos planejados, no crescimento da movimentação, na variação da margem EBTIDA e no ranking IGAP. O indicador avalia o nível de eficiência operacional, de eficiência administrativa, de manutenção de acessos aquaviários, de execução orçamentária de investimento, dentre outros. Confira as quatro categorias em disputa:


- Categoria 1: Execução dos Investimentos Planejados (visa mensurar a proporção do orçamento de investimento disponível que foi efetivamente executada pela Autoridade Portuária, buscando avaliar a capacidade operacional para concretizar os investimentos desejados).


- Categoria 2: Crescimento da Movimentação (visa avaliar, em termos percentuais, o crescimento da movimentação dos portos organizados em relação ao ano anterior).


- Categoria 3: Variação da margem EBITDA (visa avaliar, em termos percentuais, o crescimento da margem EBTIDA das autoridades portuárias em relação ao ano anterior).


- Categoria 4: Ranking do IGAP (visa demonstrar a pontuação obtida pelas Autoridades Portuárias no Índice de Gestão das Autoridades Portuárias, criado pela Portaria n° 574/18).




Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt