segunda, 28 de setembro de 2020
12/08/2020 17:42

Complexo Portuário de Itajaí e Navegantes registra crescimento de 24% em julho

Complexo também registrou aumento na carga de cabotagem, com 80% de crescimento.

O Complexo Portuário de Itajaí e Navegantes encerrou o mês de julho com crescimento de 24% na movimentação de TEUs (unidade de medida de um container de 20 pés). Os números foram apresentados no relatório mensal de estatísticas da Superintendência do Porto de Itajaí na condição de Autoridade Portuária. Foram movimentados 121.332 TEUs, 23.285 TEUs a mais que em julho de 2019, quando o Complexo registrou movimentação de 98.047 TEUs.

No indicativo de tonelagem a movimentação também foi positiva, com crescimento de 13%. Em julho de 2020 foram movimentadas 1.222.096 toneladas contra 1.083.772 toneladas do mesmo período do ano anterior.

“Eu acredito muito que esses bons números são a colheita daquilo que plantamos. A nova Bacia de Evolução já está nos dando um excelente ganho operacional e isso reflete nessa performance. Em meio a uma pandemia, verificar um crescimento de 24% em relação ao comércio exterior pode se considerar fantástico”, ressalta o Engº Marcelo Werner Salles, Superintendente do Porto de Itajaí.

A movimentação de cabotagem, a navegação entre portos com menor distância, sem perder a costa de vista, teve um crescimento de 79% no mês de julho, comparado ao mesmo período do ano anterior. Foram movimentados 12.071 TEUs contra 6.748 TEUs em julho de 2019. Na movimentação de tonelagem o crescimento foi de 59% com movimentação de 111.983 toneladas, contra 70.440 em 2019.  Marcelo destaca que esse indicativo é muito expressivo para esse momento:

“Esse aumento na movimentação de cabotagem é muito positivo, principalmente porque a maior parte dessa carga é produzida no estado de Santa Catarina, então é mais geração de emprego e renda para nosso estado. E nesse momento em que estamos vivenciando uma certa crise econômica e de saúde pública, que é o COVID-19, registrar esses números demonstra o comprometimento de todos que fazem dessa atividade um orgulho para o Brasil”, ressalta Marcelo.

Em relação ao Porto de Itajaí (berços públicos e APM Terminals/Empresa arrendatária do Porto de Itajaí), registra-se em julho, crescimento de 12% na quantidade de TEUs e 15% na tonelagem movimentada. Foram 44.508 TEUs e 481.032 toneladas, contra 39.813 TEUs e 419.295 toneladas de julho de 2019.

“O Porto de Itajaí está sendo motivo de orgulho e satisfação para nós itajaienses. Diante de uma grande união de forças da classe dos trabalhadores portuários, juntamente com todos os envolvidos que utilizam essa atividade para girar nossa economia, conseguimos recuperamos seu prestígio, e prova disso pode ser comprovada todos os meses através de seu desempenho, na movimentação de cargas, de contêineres e movimentação de navios, e desta forma continuamos nos destacando cada vez no mercado portuário de Santa Catarina e do Brasil”, afirmou o Prefeito de Itajaí, Volnei Morastoni.

Em julho, atracaram no Complexo Portuário de Itajaí e Navegantes 86 navios, sendo 37 na APM Terminals, 01 no TUP Braskarne, e 01 no TUP Poly Terminais. No Terminal PORTONAVE a movimentação registrada no mês de julho somou 47 escalas elevando a movimentação acumulada do ano para 305 escalas, registrando-se um crescimento de 3% em relação ao mesmo período do ano anterior. Sua movimentação total de cargas registrada no terminal durante o mês de julho foi de 736.564 toneladas, e, ainda no mês de julho, totalizou a movimentação de 76.824 TEU (s) representando 63% da movimentação total de cargas contêinerizadas registrada no Complexo Portuário do Itajaí. Na Poly Terminais foram movimentadas 4.500 toneladas e no terminal Braskarne não houve movimentação mês de julho.

“O que está fazendo um diferencial em relação ao comércio exterior e o transporte marítimo de cargas é exatamente os reflexos da pandemia e esses investimentos que fizemos aqui. Felizmente nossos índices estão se mantendo em crescimento e iniciamos o segundo semestre com uma perspectiva muito boa. A tendência para o próximo trimestre é de uma concentração de cargas para as festas de fim de ano e uma retomada do crescimento das importações, mantendo o aumento nas exportações”, reforça Heder Cassiano Moritz, Diretor Geral de Operações Logísticas da Superintendência do Porto de Itajaí.

As exportações foram responsáveis por 64% do sentido das cargas em contêineres, sendo frango, carne e madeiras e derivados os principais produtos exportados. As importações representaram 34% do sentido das cargas, tendo como destaque os mecânicos e eletrônicos, produtos químicos e alimentos em geral.

O Complexo teve participação de 65,8% na corrente de comércio catarinense e 3,5% na corrente de comércio brasileira.




Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt