segunda, 25 de maio de 2020
07/05/2020 15:00

PORTOS PRIVADOS AMPLIAM MEDIDAS PREVENTIVAS CONTRA O CORONAVÍRUS

Associados da ATP intensificam ações de prevenção no combate à proliferação da Covid-19

Os TUPs (Terminais de Uso Privado), associados da ATP (Associação de Terminais Portuários Privados), ampliaram as medidas protetivas e preventivas para contribuir na luta contra a proliferação da Covid-19 no Brasil e continuar operando normalmente durante a crise. 
 
Entre as principais ações dos portos privados estão a adoção do teletrabalho para atividades administrativas, sistema de rodizio de profissionais para funções essenciais, intensificação de medidas de higienização com uso de álcool em gel e máscaras, restrição de reuniões presenciais e uso de videoconferências e a suspensão de viagens nacionais e internacionais, além de ações de comunicação interna e com stakeholders sobre cuidados para evitar contágio e doações de equipamentos e cestas básicas para comunidades vulneráveis. 
 
De acordo com o presidente da ATP, Murillo Barbosa as medidas atestam o compromisso dos TUPs com a saúde e bem-estar de seus colaboradores e garantem a continuidade da operação dos portos, essencial para o dia a dia da população no enfrentamento dessa crise sem precedentes causada pela pandemia da Covid-19. 
 
“A logística de transporte do país é estratégica para garantir o abastecimento de insumos essenciais durante a pandemia. Pelos TUPs passam os produtos utilizados nas casas, indústrias e, principalmente agora, nos hospitais brasileiros. O objetivo é garantir que não falte nada para as famílias neste momento. Tudo isso, com a saúde dos colaboradores em primeiro lugar”, garante.
 
Os terminais privados atuam em diversas áreas, como minério, siderurgia, agronegócio, granel líquido e movimentação de contêineres, além da exportação de commodities e foram responsáveis por 66% da movimentação total de cargas do ano passado no Brasil.
 
“Enquanto grande parte da população está isolada por orientações das autoridades de saúde, os portos privados seguem operando normalmente, o que representa mais uma demonstração de profissionalismo e da importância desse segmento para a economia, logística e para sociedade durante um período tão desafiador”, analisa.    
 
Barbosa lembra que, além de ampliar as medidas preventivas, os TUPs seguem rigorosamente os protocolos recomendados por órgãos como Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e OMS (Organização Mundial de Saúde).
 
“Os portos operam normalmente, mas isso não significa que a rotina não foi alterada. As empresas privadas e profissionais portuários estão alertas para garantir a saúde e a segurança dos colaboradores enquanto desempenham suas funções, além de contribuir significativamente para reduzir a contaminação e para o combate à proliferação do vírus no Brasil”, completa.

 




Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt