terça, 26 de maio de 2020
31/01/2020 08:53

Modec, Mitsui e Marubeni afretarão 'FPSO Anita Garibaldi MV33' à Petrobras


A Modec, Inc., a Mitsui & Co., Ltd., a Mitsui OSK Lines, Ltd. e a Marubeni Corporation fecharam um acordo em que as três últimas empresas investirão em um afretamento de longo prazo promovido pela Modec. O objetivo é fornecer um sistema flutuante de produção, armazenamento e descarga (FPSO) para uso no campo de Marlim. As quatro empresas assinaram o acorso nesta quinta-feira (30).

Com base nesses acordos, a Mitsui, a MOL e a Marubeni investirão na Marlim1 MV33 BV, uma empresa holandesa criada pelo Modec. A MV33 recebeu uma carta de intenção para um contrato de fretamento de longo prazo para a implantação do FPSO em outubro de 2019 da Petrobras. O FPSO será afretado por 25 anos sob este contrato de afretamento.

O FPSO será nomeado "FPSO Anita Garibaldi MV33" e será implantado no campo de Marlim, na Bacia de Campos. O campo está localizado a aproximadamente 150 quilômetros do Rio de Janeiro. O FPSO será atracado em aproximadamente 670 metros de profundidade, a partir de 2022.

O projeto é a oitava ocasião em que as empresas colaboraram para operar os FPSOs no Brasil.

Características
Capacidade de processamento de óleo: 80.000 barris por dia
Capacidade de processamento de gás: 248 milhões de pés cúbicos por dia
Capacidade de armazenamento de óleo: 1.000.000 de barris
Tipo de amarração: a uma profundidade de água de aproximadamente 670 metros
Acionistas da MV33: MODEC, Inc. - 32,5%; Mitsui & Co., Ltd. - 32,5%; Mitsui OSK, Ltd. - 20,0%; Marubeni - 15,0%




Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt