sábado, 30 de maio de 2020
31/01/2020 08:45

Cabos rompem e P-70 se aproxima de orla de Niterói durante temporal

A Petrobras informou em nota que não houve vítimas e que a unidade já foi reposicionada

A FPSO P-70 sofreu um deslocamento na noite desta quinta-feira (30), em Niterói (RJ), em meio a um temporal e ventos fortes que atingiram a região metropolitana do Rio de Janeiro. Logo em seguida ao incidente, vídeos circularam nas redes sociais com imagens da plataforma perto da costa, na altura de Boa Viagem. Segundo relatos da Praticagem-RJ, os cabos de fundeio partiram durante a tempestade e a plataforma se aproximou muito da orla em Niterói, precisando que os rebocadores puxassem a unidade novamente para a posição inicial. 

Procurada pela Portos e Navios, a Petrobras informou em nota que não houve vítimas e que a unidade já foi reposicionada. A companhia está apurando as causas da ocorrência.  "Por conta do temporal e os fortes ventos que atingiram a região metropolitana do Rio de Janeiro, na noite desta quinta-feira (30), houve um deslocamento da P-70, durante o processo de ancoragem da plataforma para próximo da costa, em Niterói. A Petrobras já reconduziu a unidade à área onde ficará fundeada na Baía de Guanabara. Não houve vítimas. A Petrobras está apurando as causas da ocorrência", comunicou.

A operação de desdocagem da P-70 na Baía de Guanabara, que durou cerca de seis horas, foi concluída na manhã desta quinta-feira (30). A unidade, construída na China e que chegou ao Rio no último dia 24, ficará fundeada até o deslocamento para a Bacia de Santos. A plataforma tem capacidade para produzir 150 mil barris de óleo e seis milhões de metros cúbicos de gás por dia. A unidade deve entrar em operação ainda neste semestre. Com informações da Portos e Navios




Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt