sábado, 30 de maio de 2020
22/01/2020 07:48

VLI e LD Celulose encaminham parceria para transporte de celulose solúvel pela ferrovia

A expectativa das empresas é de que o contrato de longo prazo – próxima etapa – seja assinado no primeiro semestre de 2020

A VLI e a LD Celulose assinaram um memorando de entendimentos visando o transporte de celulose solúvel a partir de fábrica que será instalada nos municípios de Araguari e Indianópolis (MG).

Atualmente, a LD Celulose constrói no Triângulo Mineiro aquela que será uma das maiores linhas industriais de celulose solúvel do mundo. O termo assinado entre as partes prevê a movimentação do produto, pela ferrovia. Cada composição será formada por três locomotivas e 68 vagões (1.300 metros de extensão) epoderá transportar cerca de 4,5 mil toneladas da unidade até o Porto de Barra do Riacho (ES), o equivalente ao volume movimentado por cerca de 100 caminhões.

A localização é um elemento estratégico do negócio, que contará com conexões ferroviária – por meio da Ferrovia Centro Atlântica (FCA), concessionária controlada pela VLI – e rodoviária com portos do Espírito Santo e São Paulo.

A expectativa das empresas é de que o contrato de longo prazo – próxima etapa – seja assinado no primeiro semestre de 2020. A previsão é que a fábrica fique pronta em 2022. O projeto tem investimento industrial previsto de US$ 1,2 bilhão. A planta terá capacidade de fabricar 500 mil toneladas de celulose solúvel por ano. A unidade vai gerar até 2022, ano em que ela começará a operar, cerca de 8 mil empregos diretos durante a fase de construção, e depois empregará aproximadamente 1,1 mil pessoas na operação da planta industrial e da floresta.




Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt