domingo, 31 de maio de 2020
16/01/2020 13:43

Bem sucedida a primeira operação na nova bacia de evoluções do Porto de Itajaí

O sucesso dessa primeira operação teste é o primeiro passo para que o Complexo Portuário do Itajaí possa operar efetivamente navios de 336 metros de comprimento

Sucesso marca a primeira manobra teste na nova bacia de evoluções do Complexo Portuário do Itajaí. O navio Valor, com 300 metros de comprimento, desatracou do berço 2 da Portonave S/A – Terminal Portuário Navegantes, por volta das 10h desta quarta-feira e foi conduzido de ré por quatro rebocadores até o ponto da nova bacia, em frente a Marina Itajaí. Após esse delicado deslocamento [foi a primeira vez na história do Porto de Itajaí que um navio trafega de ré em seu canal de acesso e também a primeira operação do gênero no Brasil], ocorreu o giro de 180 graus e o cargueiro partiu com destino a Paranaguá.

“Hoje foi o resultado de uma grande parceria que teve início há alguns anos, envolvendo a parceria dos nossos terminais [Portonave e APM Terminals Itajaí], praticagem, Autoridade Marítima, Autoridade Portuária, governo do Estado, do Município, das próprias empresas que executaram a obra”, diz o superintendente do Porto de Itajaí, engenheiro Marcelo Werner Salles, destacando que o sucesso dessa primeira operação teste é o primeiro passo para que o Complexo Portuário do Itajaí possa operar efetivamente navios de 336 metros de comprimento.

Salles diz que agora o próximo passo é fazer uma avaliação técnica da operação [junto com a Autoridade Marítima, praticagem, empresa de rebocadores e demais entes envolvidos] para que seja marcada a próxima operação teste, que será a segunda de um total de seis. Mas está otimista que as operações com os navios de 336 metros iniciem efetivamente ainda neste primeiro semestre.

Alexandre Rocha, prático da Itajaí Pilots [empresa responsável por todas as manobras no Complexo Portuário do Itajaí], avalia a operação como muito bem sucedida e diz que agora vai-se usar isso como base para garantir o sucesso das outras cinco manobras teste, que serão feitas nas próximas semanas.

 Osmari de Castilho Ribas, superintendente administrativo da Portonave, diz que houve uma grande preparação para que esse resultado fosse obtido. “Foi um trabalho muito interessante da Autoridade Portuária, Marinha do Brasil, praticagem. Todos os recursos foram empregados e quando se tem um bom planejamento, o resultado é bom. E diante disso as perspectivas são as melhores possíveis.”

Para Daniel Belisario, gerente comercial APM Terminals Itajaí, essa manobra foi o resultado de um trabalho em equipe desenvolvido durante os últimos anos e, para o Porto de Itajaí, a possibilidade de operações com navios de maior porte é primordial. “Com a entrada de navios maiores no Complexo teremos novas oportunidade comerciais”, diz Belisario. O prefeito em exercício, Marcelo Sodré, diz que o sucesso da manobra alça Itajaí a uma nova realidade econômica. “Essa solução abre grandes possibilidades, tanto para o Porto de Itajaí, como para o terminal de Navegantes”, diz Sodré.

Cada contêiner que entra na cidade, segundo Marcelo Salles, representa uma movimentação de R$ 1,6 mil na cadeia logística, ou seja, a cada 57 mil contêineres [unidades movimentadas em novembro de 2019, segundo estatísticas do Porto] que o complexo opera por mês, são R$ 91,2 milhões que entram nos municípios. Com a projeção de aumento de 30% na movimentação a partir da entrada dos navios de 336 metros, haverá um incremento inicial de receita de aproximadamente R$ 27,36 milhões por mês nas atividades ligadas ao porto, navegação e comércio exterior

A operação levou cerca de 90 minutos e foi conduzida pelos práticos Francisco José Memoria Hyppolito e Siqueira Bezerra, da Itajaí Pilots.

Investimentos

A Portonave anunciou investimentos de US$ 100 milhões para adequar o terminal a operar com navios maiores. A informação é do presidente do conselho de administração, Patrício Junior, que acha crucial que o terminal esteja apto a operar os maiores navios do mundo. No entanto, o executivo não deu mais detalhes, como prazos e obras a serem executadas.




Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt