domingo, 31 de maio de 2020
16/12/2019 15:31

Porto de Itajaí recebe prêmio pelo melhor Índice de Desempenho Ambiental entre os portos públicos.

O prêmio foi entregue na quarta-feira em Brasília, durante a realização do terceiro prêmio ANTAQ.

A Superintendência do Porto de Itajaí, na condição de Autoridade Portuária, recebeu a premiação pela conquista do primeiro lugar, entre os portos públicos, no Índice de Desempenho Ambiental (IDA). A cerimônia de premiação foi realizada na quarta-feira (11), durante a 3ª Edição do Prêmio ANTAQ, na sede da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ) em Brasília. O Porto de Itajaí foi representado pelo seu superintendente Marcelo Werner Salles e pela gerente de Meio Ambiente da SPI, Médelin Pitrez dos Santos.

Para Salles, o Porto de Itajaí sempre buscou o crescimento de forma sustentável e esse prêmio é a prova de que é possível crescer vertiginosamente e manter um bom desempenho ambiental.

“Mesmo quando não alcançamos o primeiro lugar, nós trabalhamos para isso. Receber essa premiação é o resultado do planejamento e do trabalho de todos que assumiram, juntos, o desafio de voltar a ter nossa atividade com bons índices. Nós saldamos compromissos sociais, estamos com todas as licenças para as obras de ampliação e manutenção em dia e fizemos todas as compensações que nos foram solicitadas”, garante Salles. Médelin acredita que os projetos de interação entre porto e cidade contribuíram para essa conquista.

“Nós sempre procuramos desenvolver projetos que beneficiam não só o porto, mas toda a comunidade circunvizinha. Entendemos que nosso compromisso socioambiental é muito forte e queremos fortalecer ainda mais. O Porto de Itajaí vem de um processo de restruturação e o crescimento que tivemos possibilitou um investimento maior nessas atividades”.

Ela destaca que a parceria com diversas instituições públicas e privadas ajudaram alcançar esse resultado.

“Sem nossos parceiros a gente não conseguiria conquistar essa premiação. Eles são fundamentais para que possamos desenvolver todas as nossas atividades. Também quero ressaltar a parceria com os Terminais de Uso Privado (TUP’s) e do nosso arrendatário, APM Terminals. Um dos indicadores avaliados pelo IDA é a Gestão Condominial do Porto Organizado. Nesse item é analisado como a autoridade portuária controla e monitora as licenças ambientais, planos de emergência entre outros aspectos dos terminais que compõe o complexo.  Somos muito ativos nas questões ambientais, e em todas as ações que realizamos podemos contar com a colaboração deles. Nesse sentido, não somos concorrentes, somos parceiros e a comunidade é a maior beneficiária disso”.

“O porto é motivo de muita alegria para a cidade de Itajaí e eu fico muito feliz por ver esse trabalho reconhecido nacionalmente. Nós somos a prova de que é possível crescer junto com a comunidade, reduzindo o impacto causado pela atividade e promovendo sempre o bom relacionamento com o meio ambiente.  Eu parabenizo a todos os colaboradores pelo excelente trabalho e por não pouparem seus esforços para trazer cada dia mais qualidade e eficiência nos serviços entregues pelo nosso porto”, destacou o prefeito de Itajaí, Volnei Morastoni.

O Prêmio ANTAQ foi criado com o objetivo de reconhecer as empresas de navegação e instalações portuárias que procuram alternativas para melhorar os serviços prestados. São premiadas quatro categorias: Desempenho Ambiental – maior índice (IDA) e melhor evolução anual; qualidade no atendimento ao usuário; iniciativas inovadoras; e artigo técnico-científico.

O Porto de Itajaí alcançou 99,43 pontos garantindo o primeiro lugar entre os terminais públicos na categoria maior Índice de Desempenho Ambiental. A Portonave ficou em segundo lugar entre os terminais de uso privado, com 87,84 pontos.

O IDA tem uma metodologia própria que avalia 38 indicadores, entre eles: licença ambiental, consumo e eficiência no consumo de energia e monitoramento da fauna e flora.

“Esse prêmio nos faz bem, ele é motivo de orgulho, não só para quem trabalha no Porto, mas para a cidade de Itajaí e Santa Catarina. Nós cravamos nossa bandeira lá, mostrando a capacidade que a comunidade portuária tem de administrar e manter em pleno funcionamento o nosso terminal. Sei que será difícil mantê-lo, mas vamos trabalhar muito para isso”, finaliza Salles.




Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt