sexta, 22 de novembro de 2019
04/11/2019 16:13

SC espera avanço em negócios com empresas de Israel

Presidente da FIESC observa que há perspectiva de cooperação no campo tecnológico. A missão da entidade ao país do oriente médio se encerra neste final de semana. Nesta segunda-feira (4), a comitiva inicia imersão em ambientes de inovação em Portugal e participa da conferência Web Summit, em Lisboa

A Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC) encerra neste final de semana missão a Israel na qual industriais catarinenses realizaram imersão em ambientes de inovação e conheceram empresas de diversos setores, como agricultura, aeroespacial, alimentos e tecnologia aplicada à mecânica. “Estamos encerrando uma missão produtiva e impactante. Esperamos num futuro próximo termos empresas israelenses fazendo parcerias com as nossas ou mesmo se instalando em Santa Catarina”, afirma o presidente da entidade, Mario Cezar de Aguiar, que liderou a comitiva. “Foi uma missão produtiva e o resultado vai somar bastante para levarmos soluções para as demandas das empresas do estado”, completou.

Nesta segunda-feira (4), Aguiar e diretores da Federação iniciam missão a Portugal. A programação inclui visitas a universidades e instituições que atuam com ciência, tecnologia e inovação, além da participação na Web Summit, conferência realizada em Lisboa que está entre as principais do mundo na área digital. Entre os nomes confirmados para o evento estão os presidentes da Huawei, Guo Ping, da Microsoft, Brad Smith, do Wikipédia, Katherine Maher, e do Booking.com, Gillian Tans. “É o maior evento de startups do circuito europeu, onde vamos participar no dia 6 do lançamento do Floripa Conecta 2020. Vai ser um momento importante junto com atores do ecossistema de inovação da Grande Florianópolis”, explica o diretor regional do SENAI/SC, Fabrizio Machado Pereira.    

O presidente da FIESC lembra que Israel sabe que o Brasil tem muitos desafios e que a tecnologia israelense pode ajudar na solução. Por isso, há perspectiva de avanços em parcerias ou mesmo a vinda de companhias para o Brasil, que tem um mercado atrativo, com uma população de 200 milhões de habitantes. Uma das instituições que mais chamou a atenção do grupo foi o Technion (Israel Institute of Technology), instituição de ensino e pesquisa que está entre as dez melhores do mundo e equivale ao Massachusetts Institute of Technology (MIT), dos Estados Unidos. Três professores do Technion já ganharam o Prêmio Nobel e a entidade tem em seu quadro profissionais notáveis em áreas como química, engenharia e medicina. A comitiva também visitou o parque tecnológico Gav Yam Negev, a Universidade de Tel Aviv, além da Israel Aerospace Industries (IAI), empresa de defesa aeroespacial que também aplica a tecnologia em outras áreas, como no monitoramento de plantações agrícolas, por meio de satélites e aviões não-tripulados. “É impressionante o desenvolvimento tecnológico do país. O que nos chama a atenção é a visão de resultado de negócio”, concluiu Aguiar.

Agenda em Portugal: Pereira, do SENAI, salienta que as expectativas são grandes. “Avançamos numa agenda prévia para estabelecimento de uma cooperação com o departamento de engenharia da Universidade Nova de Lisboa. Estamos construindo um projeto de dupla diplomação para nossos estudantes. Dessa forma, o aluno faz parte do curso no Brasil e outra parte em Portugal. Ao final, poderá ter dois diplomas, sendo um do Brasil e outro do país europeu”, explica. Ele também lembra que está em estudo uma parceria com a Nova School of Business and Economics, que está entre as dez melhores escolas de negócio da Europa. Também há perspectiva de ampliação da cooperação com o Centro de Tecnologia do Vestuário (Citeve), em Porto. O objetivo é ampliar a interação e buscar novos métodos e serviços em parceria com os Institutos SENAI de Tecnologia Ambiental e Têxtil e Vestuário, de Blumenau.




Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt