sábado, 20 de julho de 2019
05/07/2019 11:30

Draga 'Backhoe' opera 24 horas no Porto de Itajaí

As obras na Bacia de Evolução iniciaram em março de 2016 e foram paralisadas em 31 de março deste ano, em condições não operacionais.

Após a assinatura de aditivo para a conclusão da primeira etapa das obras na bacia de evolução do Porto de Itajaí, em 5 de junho, a draga “Backhoe Simson” completa nesta semana 14 dias de trabalhos ininterruptos.

A draga, de fabricação holandesa e construída em 2008, possui 67 metros de comprimento e 23 de boca e pode operar com limites de profundidade de dragagem de até 26 metros. O equipamento é considerado um dos modelos mais eficientes desta categoria, de alta capacidade e rápida para retirar sedimentos e pedras maiores no Rio Itajaí-Açu. A caçamba tem capacidade de armazenar 34 metros cúbicos de material extraído, o equivalente a cinco caminhões-caçamba.

O batelão “Jan Blanken”, uma barca de carga “splitter”, apoia a operação. É equipada com propulsão e utilizada para transporte de materiais provenientes de dragagem. O equipamento foi construído na China em 2009, possui 96 metros de comprimento e 18 metros de boca, com capacidade de carga de 2.853 metros cúbicos.

Com o retorno das operações no local das obras (margens do Rio Itajaí-Açu e molhe norte), espera-se dragar um total de 1,3 milhão de metros cúbicos nas áreas restantes.

 Segundo oficio encaminhado à Secretaria de Estado da Infraestrutura em abril deste ano, foram dragados o volume de 1,7 milhão de metros cúbicos.

As obras na Bacia de Evolução iniciaram em março de 2016 e foram paralisadas em 31 de março deste ano, em condições não operacionais.

Com a conclusão da primeira etapa das obras, prevista para setembro, os números no Complexo Portuário de Itajaí tendem a aumentar, com as escalas de navios de até 336 metros de comprimento.




Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt