domingo, 15 de setembro de 2019
12/04/2019 16:35

Exportações de carne cresceram 12% no primeiro trimestre de 2019

Apesar do avanço do agronegócio, o período registrou queda de 2,13% nas exportações de um modo geral

Santa Catarina encerrou o primeiro trimestre de 2019 com aumento de 12% nas exportações de carne suína e de frango. De janeiro a março, o agronegócio catarinense embarcou 325,9 mil toneladas de carnes, faturando mais de US$ 588,9 milhões. 

De frango, foram 242,8 mil toneladas, 10,6% a mais do que no mesmo período de 2018. Em faturamento os valores passam de US$ 431,5 milhões, um aumento de 13,5%. Os principais destinos foram Japão, China, Arábia Saudita, Holanda e Emirados Árabes.

O resultado também foi positivo em relação aos suínos. No primeiro trimestre, o Estado embarcou 83,2 mil toneladas do produto, gerando receitas de US$ 157,4 milhões. Os valores são, respectivamente, 18% e 9% maiores do que no mesmo período do último ano. Os principais destinos foram China, Hong Kong, Chile, Argentina e Rússia.

"A excelência sanitária dos nossos rebanhos se traduz em carnes de alta qualidade, que oferecem segurança alimentar e atendem aos mercados mais exigentes do mundo. O primeiro trimestre deste ano foi muito favorável para as exportações catarinenses, estamos otimistas com o ano de 2019", ressalta o secretário da Agricultura e da Pesca, Ricardo de Gouvêa.

Variação de preço

Segundo o Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Cepa), o preço médio da carne de frango para os consumidores brasileiros subiu 25,33% em 12 meses. O órgão acompanha o valor praticado no Estado da coxa/sobrecoxa (+33,1%), filé de peito (+29,3%), peito com osso (+24,7%), e frango inteiro (+14%). Para os produtores, o preço subiu 13,1% no período. A inflação correspondente, de acordo com o IBGE, foi de 3,89%. 

"Esse forte movimento de alta no preço de atacado deve-se, principalmente, a um maior ajuste entre oferta e demanda, além da natural recomposição dos preços significativamente baixos praticados nos últimos dois anos em função das diversas crises enfrentadas pelo setor. Tanto que os preços atuais estão apenas 5,60% acima daqueles praticados em março de 2017", diz boletim do Cepa. Para o engenheiro agrônomo do órgão, Alexandre Giehl, a tendência agora é de estabilidade. 

Exportação catarinense caiu 2,13% no trimestre

Nos três primeiros meses de 2019, as exportações catarinenses somaram um faturamento de US$ 1,924 bilhão, pouco menos que o US$ 1,966 bilhão registrado no mesmo período de 2018. Segundo dados do Ministério da Economia, a variação foi de -2,13%, com redução de cerca de US$ 42 milhões em faturamento.

O principal produto foi o frango, seguido da carne suína. Em seguida está a soja, peças para motores e motores de corrente alternada. 

Os Estados Unidos foram os principais parceiros comerciais no trimestre. A venda para os americanos rendeu US$ 315,2 milhões. Em segundo lugar está a China, com US$ 263,7 milhões. Em seguida, vem Argentina, com US$ 105 milhões; Japão, com US$ 87,1 milhões; e México, com US$ 81,2 milhões. 




Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt