quarta, 16 de outubro de 2019
23/11/2018 16:23

Contrato garante que Porto de Itajaí vai movimentar automóveis por um ano

De acordo com o contrato firmado, a APM Terminals passa a receber a operação com os carros a cada 15 dias e a movimentação estimada é de 40 mil veículos

A APM Terminals Itajaí (APMT), operadora do Porto de Itajaí, confirmou na sexta-feira, 23, a formalização de contrato para as operações de importação de veículos pelo Porto de Itajaí pelo período de um ano. O valor do contrato e o nome da montadora não foram revelados pela operadora portuária, devido a cláusulas de confidencialidade expressas no acordo. No entanto, há grandes possibilidades que sejam importações da General Motors (GM-Chevrolet), uma vez que a APMT vem desde junho deste ano recebendo escalas teste para que a montadora avalie as condições operacionais do terminal portuário.
De acordo com o contrato firmado, a APM Terminals passa a receber a operação com os carros a cada 15 dias, sempre no sistema roll-on, roll-off (Ro-Ro), em que os veículos são nacionalizados dentro do navio e saem rodando até o pátio. O diretor comercial da arrendatária, José Bechara, diz que o acordo prevê a movimentação de até 40 mil veículos. No entanto, há perspectivas de aumento no número de veículos, devido à localização privilegiada de Itajaí como centro de distribuição para as regiões Sul e Sudeste por meio da conexão direta com importantes estradas federais.
A APMT também arrendou áreas nas proximidades do porto, onde os carros permanecerão até embarcarem nos caminhões-cegonha para serem distribuídos entre concessionárias do Sul e do Sudeste do país. Durante as operações teste, os veículos eram liberados na área primária do Porto e conduzidos até o Recinto Alfandegado Contíguo (RAC), do Porto Público, para depois serem retirados.
A qualidade da operação com os veículos em Itajaí, que é bastante delicada, foi determinante na celebração do contrato. Uma série de cuidados é necessária para prevenir danos aos carros, e o procedimento precisa seguir rigorosamente o que determina a montadora. 
Ricardo Arten Gorzelak, diretor-superintendente da APM Terminals no Brasil, diz que a chegada do novo serviço é resultado de um estudo sobre os potenciais oferecidos por Itajaí “sem comprometer a razão de existir do nosso terminal, que é a operação de contêiner”. O acordo com a GM foi intermediado pela Investe SC, a Agência de Atração de Investimentos de Santa Catarina, uma parceria entre governo estadual e a Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc) para acompanhar a ampliações e prospecções de novos negócios no Estado.



Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt