quinta, 13 de dezembro de 2018
14/11/2018 09:27

Porto de Imbituba cresce 16% de janeiro a outubro, atrai novas cargas e projeta investimentos

Até outubro, o complexo portuário movimentou 4,5 milhões de toneladas, operação 16% superior à registrada no mesmo período de 2017

O Porto de Imbituba registra crescimento de 16% na movimentação de janeiro a outubro. Em um ano favorável, obteve três recordes mensais operacionais no ano, em junho, agosto e setembro, exportou novas cargas, como o arroz em casca e toras de madeira, e realiza aproximadamente R$ 17 milhões em investimentos em infraestrutura.

Até outubro, o complexo portuário movimentou 4,5 milhões de toneladas, operação 16% superior à registrada no mesmo período de 2017, quando passaram pelo porto 3,9 milhões de toneladas. Nesse ritmo, o único porto da Região Sul Catarinense deve fechar 2018 com a maior movimentação de sua história, com a perspectiva de alcançar os cinco milhões de toneladas anuais.

Estados Unidos (EUA), Chile e Argentina são as principais origens das cargas de importação. Na exportação, China, EUA e Holanda estão entre os destinos mais frequentes. A navegação de longo curso (importação/exportação) apresenta 14,5% de crescimento. Ainda melhor, a cabotagem (navegação na costa brasileira) reflete o reaquecimento da economia nacional com aumento de 16,5% nos dez primeiros meses do ano, comparado a 2017. Quanto aos navios, já atracaram em Imbituba 241 embarcações, 12,6% a mais que o registrado no mesmo período do ano anterior.

A operação de coque, soja, contêineres e sal têm se destacado no Porto de Imbituba. Entre eles, o crescimento mais expressivo foi na movimentação de sal (+68,9%) e, principalmente, de contêineres, que apresenta aumento de 87,5% em TEUs.

Atendendo sua capacidade multipropósito, o Porto de Imbituba também ampliou seu portfólio de cargas em 2018. E maio, pela primeira vez a agroindústria de Santa Catarina exportou o arroz em casca a granel a partir dos portos do estado. Em setembro, a exportação inédita no Brasil de madeira de reflorestamento em navio break bulk também ocorreu a partir de Imbituba. Ainda, voltou a ser operado no complexo portuário o gado vivo (livestock), com o envio de três navios com destino à Turquia.

A SCPar Porto de Imbituba, estatal de Santa Catarina que administra o porto, soma investimentos na casa dos R$ 17 milhões. Destes, R$ 12,7 milhões estão sendo destinados a contratos em execução e R$ 4,3 milhões para projetos em andamento. A lista de melhorias inclui a dragagem de manutenção; a recuperação do cais 3; a manutenção predial, mecânica e elétrica, preventiva, corretiva e emergencial; a reforma dos tanques de granel líquido e a demolição de edificações ociosas.

Com os bons resultados operacionais e financeiros que o porto tem alcançado, o diretor-presidente da SCPar, Osny Souza Filho, prospecta um cenário positivo para 2019. “Trabalharemos para dar continuidade ao crescimento sustentável do porto, ampliando, modernizando e tornando mais eficiente sua estrutura, de forma a continuar atraindo novas cargas e novas linhas de navegação e a aproveitar o reaquecimento do mercado nacional, posicionando cada vez mais o Porto de Imbituba como agente de desenvolvimento de Santa Catarina, em especial do sul do estado”, destaca o gestor.




Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt