domingo, 26 de maio de 2019
13/02/2017 10:52

Momento é favorável para construtoras de pequeno porte

Cenário econômico e político abriu espaço para as empresas menores crescerem e investir em tecnologia possibilita gestão profissional e mais eficiência para aproveitar as oportunidades

O setor de construção civil tem sofrido com a crise econômica e com as denúncias políticas que impactaram ainda mais a operação das grandes construtoras. Além disso, a paralisação de algumas obras do governo federal atingiu negativamente a receita dessas companhias. Todos esses fatores criaram um momento propício para as empreiteiras menores ganharem mais espaço no mercado. De acordo com a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), no Brasil, predominam as construtoras de pequeno porte – são 101.545 companhias com até quatro funcionários. No total, o País tem 233.343 mil empresas.

Outro ponto favorável para esse segmento é o custo operacional mais baixo, que facilita o crescimento, além da estrutura mais enxuta, também considerado um fator positivo em tempos de instabilidade econômica. E com as circunstâncias caminhando a favor, é hora de investir em tecnologia, aproveitar a ocasião e estar ainda mais bem preparado para quando o ritmo anterior for retomado. O modelo de negócios de software como serviço (SaaS, na sigla em inglês) – consolidado como ideal para eliminar gastos com infraestrutura de TI robusta, é uma alternativa para apostar em inovação sem impactar no orçamento.

Alinhada com esse cenário, a TOTVS, líder no desenvolvimento de softwares de gestão empresarial na América, preparou novos pacotes específicos para pequenas empresas de construção e projetos, que compõe soluções completas para esse público. As ferramentas são oferecidas no formato Intera – em que a contratação é realizada por assinatura mensal (subscrição) e inclui acesso total ao software de gestão ERP e soluções especialistas, além da plataforma de produtividade e colaboração fluig. Tudo com gestão do ambiente realizada pela TOTVS, na nuvem, sem a necessidade de aquisição de licenças e com uma implementação mais rápida.

Para incorporadoras são dois tipos de pacotes: o primeiro é composto por backoffice (Gestão Financeira, Compras e Fiscal) mais o sistema especialista, TOTVS Incorporação; o segundo é formado pelas duas ferramentas da primeira opção mais o Portal do Corretor e Portal do Cliente – desenvolvidos especialmente para comercialização de imóveis e para facilitar o relacionamento entre as incorporadoras, construtoras e os seus clientes.

“As empresas menores têm uma oportunidade única de crescer nesse momento e é essencial vender mais e aprimorar o contato com o consumidor de forma natural e conveniente a eles, ou seja, através do uso da tecnologia”, afirma Marcelo Cosentino, vice-presidente dos segmentos Services da TOTVS.

Já para as construtoras, a TOTVS pensou em um conjunto que inclui o sistema de backoffice (Compras, Faturamento, Financeiro) e a plataforma TOTVS Obras e Projetos - focada em orçamento, planejamento e acompanhamento de canteiros. “A concorrência está alta e o cliente cauteloso. Com isso, as empresas têm uma diminuição nas margens de lucro e é vital ter um controle eficiente do orçamento, para evitar despesas extras que encarecem o custo final de um empreendimento”, diz Cosentino.

Um dos diferenciais do lançamento é o modelo de implantação. A TOTVS treina e capacita os usuários finais da empresa, para que eles usem as ferramentas de maneira autônoma e que as dúvidas sejam sanadas nas visitas dos consultores. Dessa forma, o cliente economiza nas despesas com mão de obra especializada e tem colaboradores mais qualificados para utilização das tecnologias.

Sobre a TOTVS

Provedora de soluções de negócios para empresas de todos os portes, atua com softwares de gestão, plataformas de produtividade e colaboração, hardware e consultoria, com liderança absoluta no mercado SMB na América Latina. Com mais de 50% de marketshare no Brasil, ocupa a 20ª posição de marca mais valiosa do país no ranking da Interbrand. A TOTVS está presente em 41 países com uma receita líquida de mais de R$ 2 bilhões. No Brasil, conta com 15 filiais, 52 franquias, 5 mil canais de distribuição e 10 centros de desenvolvimento. No exterior, conta com mais 7 filiais e 5 centros de desenvolvimento (Estados Unidos, México, China e Taiwan). 




Últimas Notícias

Notícias

© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt