sexta, 15 de novembro de 2019
26/06/2017

Porto de Imbituba ganha linha para Ásia


O Porto de Imbituba comemora o início das operações, em agosto, de uma linha com destino à Ásia para movimentação de contêineres. O porto, no Sul do Estado, disputava essa linha com o Porto de Rio Grande. Trata-se da mesma linha que opera no TUP Portonave, em Navegantes, há cerca de dois anos, e no TUP Porto Itapoá. O serviço é operado pelos armadores Hamburg Sud, Hapag Lloyd, Nyk, Zim e Hyundai (HMM), e fazia parte do antigo serviço ASAS.

Segundo informações da Administração do Porto de Imbituba, o grande número de dias muitos portos deixaram de operar nos meses de maio e junho, devido ao fechamento da barra por adversidades climáticas, teve grande peso na decisão dos armadores.

O fato de Imbituba e ser o porto público com maior profundidade das regiões Sul e Sudeste do Brasil, também pesou na disputa. O Canal de Acesso atinge a profundidade de 17 metros, a bacia de evolução opera com calado de 15,5 metros e a área entre-berços alcança calado de 15,5 metros. O calado operacional dos berços 1 e 2 chega a 14,5 metros e, do berço 03, a 11,5 metros.

Já no Complexo Portuário do Itajaí a APM Terminals diz que está disputando esse serviço com a Portonave, na margem esquerda. O armador deverá decidir até o final da semana se o serviço continua operando em Navegantes, ou retorna para Itajaí. A torcida na margem direita é grande, pois o retorno do armador para Itajaí é visto como uma grande alternativa de incremento na movimentação de cargas pela APMT, que teve uma redução de quase 50% quando o mesmo serviço migrou para Navegantes.



© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt