segunda, 24 de fevereiro de 2020
11/05/2017

Permanência da APM Terminal no Porto de Itajaí mais próxima de se tornar realidade


A publicação do Decreto 9.048 no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira, com novas regras para contratos portuários que ampliam de 25 para 35 anos os prazos de concessão e arrendamentos, deve dar respaldo jurídico à ampliação do prazo de arrendamento do terminal de contêineres (Tecom) do Porto de Itajaí à global APM Terminals. Pelo menos essa a impressão que o superintendente do Porto de Itajaí engenheiro Marcelo Werner Salles teve ontem, 10, ao sair de uma série de reuniões na Agência Nacional dois Transportes Aquaviários (Antaq), em Brasília, no final da tarde.

A decisão será crucial para o desenvolvimento da atividade portuária em Itajaí. Caso seja estendido o prazo, a empresa arrendatária do Tecon instalado à margem direita do Rio Itajaí-Açu promete investimentos imediatos de R$ 175 milhões no terminal, mais R$ 200 milhões a médio prazo. Já o Porto de Itajaí pede que a extensão do contrato seja viabilizada para um período que comportem investimentos de até R$ 1 bilhão na cadeia logística.

 



© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt