segunda, 17 de fevereiro de 2020
08/05/2017

Mais indefinições


A indefinição da Agência Nacional dos Transportes Aquaviários com relação a extensão do prazo de arrendamento do Terminal de Contêineres do Porto de Itajaí à global APM Terminals é outro ponto que está emperrando a atividade portuária na margem direita - diga-se município de Itajaí - do Rio Itajaí-Açu. Isso porque a empresa tem mais de R$ 450 milhões para investir na modernização da atividade, porém, não tem segurança jurídica para tal.

Marcelo Salles diz que as análises com relação ao reequilíbrio do contrato ainda está em nível de Antaq e que está viajando à Brasília na próxima semana para ver o andamento do processo, mas adianta que neste momento ainda não se tem uma posição.

A Antaq, por sua vez, informou que deve deliberar sobre a extensão do contrato de arrendamentos das operações de contêineres em Itajaí para a APM Terminals (APMT) até o final de maio. A agência reguladora confirma a tramitação do documento, porém, não informa o conteúdo dos pareceres e análises técnicas, por se tratar de processo sigiloso, por envolver reequilíbrio econômico-financeiro. O pedido de extensão do contrato de arrendamento tramita em Brasília há cerca de cinco anos.



© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt