quarta, 18 de setembro de 2019
12/04/2017

O tiro que saiu pela culatra


Preocupados com a situação dos moradores do bairro São Pedro, mais conhecido como Pontal, os vereadores de Navegantes exigiram a presença do engenheiro do quadro da Secretaria de Estado da Infraestrutura e fiscal da obra dos novos acessos aquaviários do Complexo Portuário do Itajaí Ivan Amaral e do superintendente do Porto de Itajaí, Marcelo Werner Salles, para exporem o projeto da nova bacia de evolução aos vereadores de Navegantes.

Amaral apresentou detalhadamente o projeto e tranquilizou os moradores, uma vez que foi elaborado com base em minuciosos estudos e modelagens matemáticas feitas no Brasil e exterior. No entanto, Marcelo Salles informou aos vereadores e comunidade de que existe uma ação impetrada pelo Ministério Público Federal, em que o Porto de Itajaí e a Prefeitura de Navegantes são réus.

Segundo Salles, a área é de propriedade da União e está ocupada irregularmente, não cabendo indenização aos ocupantes no caso de sua utilização para complementar a obra. Salles informou que a área está sob judice e a Autoridade Portuária aguarda a decisão da Justiça Federal.

Se os vereadores queriam tranquilizar a comunidade com relação aos impactos da obra, isso ocorreu. O que eles não esperavam a declaração bombástica de Salles, que os deixou ainda mais preocupados, já que o destino dos moradores do Pontal está nas mão da Justiça.

 

 



© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt