sexta, 20 de setembro de 2019
28/03/2017

Trajeto específico


Marcelo Salles garantiu que todo o processo de exportação do soja vem sendo estudado junto ao órgãos municipais e que o impacto ambiental será o menor possível. Ele explicou que será montado um terminal no Posto Irmãos Dalçóquio, nas proximidades do trevo de acesso a Itajaí, e as cargas somente serão transferidas para o porto em horários específicos e por rota preestabelecida. Todas as operações serão acompanhadas pela Coordenadoria de Trânsito (Codetran) e também serão intensificados os procedimentos de limpeza das respectivas vias, como forma de mitigar o impacto gerado pelo transporte de grãos.

Mas foram muitos os questionamentos com relação a sujeira que esse tipo de operação possa causar na cidade. Inclusive com o exemplo de Paranaguá, que não é dos melhores, citado algumas vezes.



© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt