quarta, 16 de outubro de 2019
24/02/2017

Novas tarifas para a Portonave


O corpo técnico da Superintendência do Porto de Itajaí (SPI) trabalha incansavelmente no sentido de aprovar junto a Agência Nacional dos Transportes Aquaviários (Antaq) a cobrança de uma nova rubrica tarifária relativa às operações de cargas na área do Porto Organizado de Itajaí, pelo terminal Portonave S/A, de Navegantes, que é um terminal de uso privado.

A agência reguladora já havia emitido em setembro do ano passado parecer negativo a qualquer possibilidade de a SPI cobrar tarifas da Portonave além da chamada “tabela 1”, que é uma taxa cobrada dos armadores que operam os navios, para cada atracação. No entanto, não satisfeitos, os gestores do Porto Público ao qual o terminal está vinculado, solicitam a reanálise da decisão, a qual consta na Resolução 4.454/Antaq.

A solicitação de reanálise foi protocolada junto a Antaq ainda em dezembro do ano passado, pelo então superintendente do Porto de Itajaí Antonio Ayres dos Santos Júnior. O pedido é embasado, entre vários outros, no fato dos navios atracados no terminal estarem fisicamente em operação no interior da poligonal do Porto Organizado de Itajaí, e que para movimentar suas cargas, a Portonave utiliza-se do espelho d’água pertencente à Autoridade Portuária.

Agora o atual gestor do Porto, engenheiro Marcelo Werner Salles, não mede esforços para pressionar a Antaq a modificar seu parecer. Para saber mais sobre o assunto leia entrevista exclusiva de Sales à Revista Portuária - Economia & Negócios em meados de janeiro, link https://issuu.com/bteditora/docs/2017-02-15-revista-portuaria

 



© Copyright 2000-2014 Editora Bittencourt